Resenha - A Lua de Mel

A Lua de Mel Sophie Kinsella Editora Record
"Ao se dar conta de que o namorado nunca vai pedir sua mão em casamento, Lottie toma uma decisão. Termina o compromisso com ele e diz o tão sonhado sim a Ben, uma antiga paixão, com quem ela havia prometido se casar se ambos ainda estivessem solteiros aos 30 anos. Os dois então resolvem pular o namoro e ir direto para uma cerimônia simples e seguir para a lua de mel em Ikonos, a ilha grega onde eles se conheceram. Mas Fliss, a irmã mais velha da noiva, acha que Lottie enlouqueceu. Já Lorcan, que trabalha na empresa de Ben, teme que o casamento destrua a carreira do amigo. Fliss e Lorcan então elaboram um plano para sabotar a noite de núpcias do casal e impedir que os noivos cometam o maior erro de suas vidas."
Quem aqui nunca teve uma irmã impulsiva, ou uma irmã super protetora? Quem aqui nunca teve um namorado que destruiu os seus sonhos ou então um ex-namorado que te trouxe a esperança de volta? Quem aqui nunca fez uma escolha infeliz da qual se arrependeu amargamente?

Lottie é uma mulher de 33 anos, cheia de vida e sonhos malucos. Ela namorava Richard fazia três anos e tinha certeza de que ele era o homem da sua vida. Certo dia, Richard a chamou para um almoço num restaurante especial, dizendo que precisava fazer uma pergunta importante. Lottie tinha certeza, seu momento de glória havia chegado. Richard ia pedi-la em casamento. Mas as coisas acabaram não tomando o rumo que ela esperava. A pergunta que Richard queria fazer não era assim tão importante e ficou nítido de que ele não tinha planos de se casar, ter filhos, uma casa na praia e um cachorro fofo com Lottie.
 
Lottie estava arrasada. Nenhum homem prestava, afinal. O problema é que Lottie sempre foi muito durona. Nunca se permitiu se abater ou ser amparada. Sempre quando a vida lhe tirava o tapete, ela não afogava suas mágoas ou se queixava, não, ela mudava de rumo e tomava decisões impensadas das quais sempre acabava se arrependendo. Essas decisões eram chamadas de Escolhas Infelizes por sua irmã, a Fliss, a responsável por sempre juntar seus cacos.

Fliss, por sua vez, era a irmã mais velha de Lottie. Cresceu acostumada a tomar conta da irmã mais nova, assumindo cedo demais seu papel como mãe. Fliss estava passando por um momento muito crucial na sua vida, seu divórcio com Daniel, pai de Noah. Fliss havia se tornado uma mulher amarga e rancorosa de tanto Daniel fazer da sua vida um inferno e negligenciar o coitado do Noah que tanto o idolatrava. Fliss ficou arrasada quando soube da separação de Lottie e Richard, mas em se tratando de Lottie, ela sabia que não podia demonstrar piedade. Precisava esperar sua irmã se recuperar, ou explodir de vez e rezar para que a próxima Escolha Infeliz não fosse tão devastadora.

Mas ela devia imaginar que Lottie não deixaria por menos. Grandes desilusões praticamente exigem Escolhas Infelizes Supremas, e Lottie não decepcionou neste quesito. Como que por ironia do destino, Lottie reencontrou Ben, seu ex-namorado de 15 anos atrás. Ben continuava lindo e gostoso, tão maravilhoso quanto ela imaginava. O que ela não adivinharia, nem em mil anos, é que Ben ainda era apaixonado por ela e, num impulso extremamente romântico, a pediu em casamento de súbito, pedido este que ela prontamente aceitou.

Fliss quase morreu quando soube e, mancomunada com Lorcan, padrinho de casamento de Ben, decidiu que não deixaria sua única irmã passar por um divórcio trágico como ela havia passado. Não deixaria Lottie ser punida por uma atitude impensada de se casar com Ben. Só havia uma alternativa para Fliss: boicotar a Lua de Mel de Lottie e Ben e impedir que eles consumassem essa união. Mas será que os planos de Fliss darão certo, ou ela arruinará de vez a vida de Lottie?

***

Palmas para Sophie Kinsella, minha querida Diva do chick-lit que não me decepciona jamais! Desde que soube do lançamento deste livro, no início do ano, fiquei contando os dias, ansiosa para lê-lo. Não sei o que está acontecendo com Sophie, pois, curiosamente, seus últimos três livros foram relacionados a casamento, mas para mim tudo bem. Mesmo assim, ela não está sendo repetitiva ou cansativa, pelo contrário, em cada um dos livros tratou de maneira única e peculiar o tema Casamento.

Uma novidade que gostei muito em A Lua de Mel é que neste livro, diferentemente das outras histórias escritas por ela, nós temos duas protagonistas, e os capítulos são narrados de forma intercalada e em primeira pessoa por cada uma delas. Além disso, também temos algumas histórias paralelas de personagens secundários que deixam a trama ainda mais rica e complexa.

Os personagens são extremamente HILÁRIOS. Sempre quando eu achava que nada mais louco podia acontecer na história, lá vinha a Sophie aprontar algo a mais com os pobrezinhos. Se alguém aqui quiser saber como boicotar de maneira eficiente uma lua de mel, contratem Sophie Kinsella, pois ela tem ideias geniais.. kkk 

Como sempre, me identifiquei demais com as protagonistas, Lottie e Fliss. No início, fiquei um pouco irritada com Lottie, por ser tão infantil e inconsequente, e com Fliss, por ser tão enxerida e por vezes a dona da verdade, mas no fundo, nenhuma das duas estava completamente certa ou errada. Eu acho que tanto teria agido como Lottie em me casar às pressas com Ben (é bem minha cara fazer isso), quanto teria agido como Fliss, ao tentar de tudo para boicotar a lua de mel de ambos, afinal, tenho um instinto protetor aguçadíssimo.

Sophie Kinsella sempre escreveu histórias de humor, com uma pitada de romance e incluía como pano de fundo temas do cotidiano para nos fazer pensar. Desta vez, Sophie tocou num ponto delicado, as Escolhas Infelizes, atitudes impensadas e impulsivas que geralmente tomamos ao longo da nossa vida. Quem tem o direito de nos dizer se esta ou aquela escolha que tomamos é certa ou errada? Alguém tem o direito de interferir nas nossas vidas, mesmo que para o "nosso bem"? 

Sinceramente, eu acho que não. Pelo menos, por todas as situações que já passei, eu realmente só tirei alguma lição vivendo-as e quebrando a cara. Não adianta alguém me dizer que eu ia me machucar ou me arrepender, eu simplesmente não entendia ou processava a informação. Portanto, acho que devemos sempre decidir por nós mesmos, pois pelo menos assim, caso nos arrependamos, não teremos como culpar alguém se não a gente mesmo.

Para quem tiver interesse, escrevi um texto baseado em A Lua de Mel. Vocês podem ler AQUI.

Fora isso, o que posso dizer é LEIAM A Lua de Mel se vocês estão à procura de um livro leve, muito divertido e maluquinho, bem escrito e que, ainda de quebra, nos faz pensar sobre a vida.

A Lua de Mel - Sophie Kinsella
Editora Record
418 páginas
Comprar: Saraiva

32 comentários

  1. Oi Mi.

    Bom o livro me parece muito legal de ler.
    Livros que me fazem pensar na vida sempre é bem vindo.
    Acho que nunca tinha visto o livro,mas estou super curiosa. rs

    Beijos Fê :*
    http://fernandabizerra.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Fê, é lançamento, talvez por isso você não o tenha visto. Espero que goste. Beijos

      Excluir
  2. Oi Mi,
    tudo bem?
    Eu ainda não li nenhum livro da Sophie, mas já sou fã dela!!! Adorei sua resenha!!! Muito bem escrita!!! Eu gostei muito dos personagens Fliss e Lorcan, e pelo o que você contou, eles devem ser os responsáveis pelas cenas hilárias do livro.
    Quero muito ler esses e todos os outros!!!!
    beijinhos.
    Cila- leitora Voraz
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Cila, se você não leu, não imagina o que está perdendo.. hehe Te recomendo começar por O Segredo de Emma Corrigan. Quanto A Lua de Mel, todos os personagens garantem a diversão do leitor, todos sem exceção.. principalmente os secundários.. esse livro é literalmente hilário e maluco, você tem que ler! Beijos

      Excluir
  3. Oi Mirelle, adoro narrativas intercaladas, não leio muito Chick-lit, mais adoraria ler algum livro da autora!!
    ótima resenha!!

    beijos mila
    http://www.dailyofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Camila, também adoro narrativas intercaladas. Acho que deixa tudo mais dinâmico e divertido. Espero que goste dos livros da Sophie, quem sabe você não venha a se apaixonar por Chick-lit? Beijos

      Excluir
  4. Oi Mi :)

    Obviamente eu lerei A Lua de Mel pois eu amo Chick Lit e com a sua dica tudo ficou melhor. Eu já li Fiquei com o seu Número e amei. Beijos!

    http://euvivolendo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Gabriel, leia assim que puder. Espero que goste. Beijos

      Excluir
  5. Nossa, eu amo a escrita da Kinsella, ela é ótima, me divirto muito! Fiquei empolgada para ler A Lua de Mel, parece ser muito bom, como tudo que a Sophie escreve. Amei o blog, já estou seguindo, bjoss.
    http://carreteldeletras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Isa, se você já curte a Sophie não tem erro. Leia A Lua de Mel. Beijos

      Excluir
  6. Os livros da Sophie são sempre assim, levinhos, bons pra passar o tempo.
    Desde que li Fiquei com seu numero que quero ler mais livros da autora e esse vai ser o próximo.

    Bjus
    http://infinitoparticulardoslivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Erika, sim, os livro dela são ótimos. Leves e divertidos e ainda sempre trazem alguma lição de vida para refletirmos sobre. Recomendo todos os livros dela. Espero que goste. Beijos

      Excluir
  7. Olá Mi,
    Eu adoro a Sophia e sua pitada de humor, sempre dou muitas risadas hahahah
    Adorei saber mais sobre esse livro, já que não conhecia a história.
    Parabéns pela resenha.
    bjs

    http://entrepaginasesonhos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Joyce, obrigada pela visita. Espero que goste da história tanto quanto eu. Beijos

      Excluir
  8. kkkkkkkkkk Que loucura,
    Menina você acredita que também fiz isso???
    Na verdade eu tenho um amigo que disse que me ama, mas eu não botei muita fé na declaração (que aconteceu em 13 de outubro de 2009), então eu disse a ele que se ele ainda me amasse depois de 5 anos nos casaríamos hehehe
    Todo ano no 13 de outubro ele me manda uma mensagem com uma contagem regressiva, esse ano ele me enviou, "falta apenas 1 ano para o nosso casamento". A questão é ja estou casada, faz mais de 3 anos que vi ele... Sempre digo isso a ele e me fala todo sério que promessa é dívida e que está esperando a quase 5 anos.

    Enfim adorei a resenha e a premissa do livro é bem diferente, quero ler com certeza hehehe

    http://soubibliofila.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Guria, que situação.. kkkkk E agora, como você vai fugir dessa? kkkk Você então vai se identificar em parte com a história, e tenho certeza de que vai morrer de rir com as loucuradas dos personagens :o) Beijão

      Excluir
  9. Sabe que eu nunca li nada dessa autora? Mas tô sempre vendo posts e resenhas positivas por aí. Quem sabe eu ainda não dê uma chance a ela? rs bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espero que você dê e se apaixone tanto quanto eu :) Beijos e boas leituras.

      Excluir
  10. Meninaaaaa, vi esses dias que esse livro seria lançado e você já leu? hahah, super rápida e eficiente essa Mirelle, uahauhaua.
    Eu nunca li nada da Sophie, acredita? Vejo muita gente elogiando a autora e seus livros. Um dia ainda lerei algo dela.

    Adorei a forma como começou a resenha. Realmente... Quem nunca? Se um dia eu quiser boicotar uma lua de mel já sei a que livro recorrer, então. Hahah. Mentira, não farei isso, tem que estar com muita amargura no coração, rs. :P

    E adorei a capa desse livro. *-*

    Beijos, boas leituras! (^.^)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amiga, em se tratando de Sophie Kinsella, parei tudooo que estava lendo e corri para devorar A Lua de Mel, que eu tanto estava esperando. Eu comprei assim que ficou disponível na Saraiva.. e é estranho, porque alguns livros eles disponibilizam na hora por lá e outros somente em alguma data específica. Vai entender.. então tive sorte neste porque acho que acabei conseguindo antes de muita gente, porque não encontrei o livro físico para vender ainda.. hehe Mandinha, leiaaaa Sophie Kinsella. Não sei se chick-lit faz muito o seu gênero, mas se fizer, comece por O Segredo de Emma Corrigan.. é o mais engraçado dela.
      Obrigada, fico feliz que tenha gostado da resenha.. e quanto a boicotar a lua de mel, a Sophie deu uma aula sobre o assunto.. kkkk Mas na real a Fliss fez isso por desespero mesmo, não pela amargura que ela estava sentindo. Ela fez isso por amor a Lottie, apesar de ser algo duvidoso né, a forma como ela agiu. Só você lendo para tirar suas próprias conclusões.. hehe Beijão e boas leituras para você também <3

      Excluir
  11. Eu quero MUITO ler esse livro, simplesmente ADORO os livros da autora e quando vi esse lançamento fiquei super curiosa.

    bjo

    Pah - dicalivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom Pah, espero que goste tanto quanto eu. Beijos

      Excluir
  12. Laís Souza14/11/2013 20:24

    Não esperava menos da Sophie Kinsella, o talento dessa mulher me deixa boba! Achei uma grande sacada trazer protagonistas alternadas e uma reflexão tão bacana sobre os erros e acertos ao longo do nosso caminho. Para mim, a minha vida é um "peso" que só eu consigo carregar. Não é justo colocar sobre mim a responsabilidade pelas escolhas de ninguém e nem eu quero que alguém carregue o saldo positivo ou negativo do que eu fizer. Acredito que amigos devem estar ao nosso lado para nos ajudar a tomar decisões e nunca puxar as rédeas das nossas vidas. Mas quem poderá condenar uma personagem como a Fliss? Amamos tanto as pessoas que podemos esquecer todo o bom senso na hora de protegê-las. "A Lua de Mel" parece ser ótimo e eu pretendo ler muito em breve. Deixa só eu curar essa neura da minha vida e ler Vovó Vigarista de uma vez, haha. :D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Perfeitas considerações Laís, espero que você se divirta lendo A Lua de Mel e depois tire suas próprias conclusões sobre as atitudes tomadas por cada um dos personagens, pois é nítido que cada um está passando por um momento crítico na vida, até Noah, que tem apenas 7 anos. Tomar decisões não é uma tarefa fácil e acho que só complica com o passar dos anos, por isso, o importante, é conseguirmos ver graça nos piores momentos para podermos continuar vivendo a vida. kkkk adorei.. Não se preocupe que pelo menos Vovó Vigarista é uma leitura boa para você pagar seu débito.. kkk Beijos

      Excluir
  13. Oi Mi! Amei! Pelo visto será mais um livro para a lista de queridinhos. Eu também sou fã dos livros da autora, e adoro seus toque de humor inteligente. sempre que vejo estas histórias ligadas em casamento, me vejo deitada no sofá vendo uma excelente comédia romântica, os livros desta autora são como filmes para mim, já vou até preparar a pipoca.

    Bjos!!
    Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cida, o tempo todo enquanto lia o livro fiquei pensando no quanto daria uma excelente comédia romântica, daquelas bem descabidas sabe.. que nos provocam acessos de riso de tão impensadas.. Prepara a pipoca e boa leitura :) Beijos

      Excluir
  14. Só li um livro da autora até agora, mas foi o bastante para me apaixonar por ela. Esse ainda não tinha lido nenhuma resenha. Esse dias estava em promoção os livros dela no submarino, mas para variar quando tem promoções assim eu estou sem dinheiro hehehehhe.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Sil, eu vi a promoção e também me cocei para comprar, afinal, é difícil ver os livros dela por aquele preço, mas também não tinha dinheiro para comprá-los.. hehe Beijos e espero que goste.

      Excluir
  15. Eu sou fã de carteirinha da Sophie. A cada livro ela se supera e esse parece que não vai ser diferente. Já estou louca pra lê-lo. Adorei sua resenha,pq vc nos mostra o que esperar do livro, aguçando assim nossa curiosidade.Parabéns

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Aline, obrigada pelas palavras.. prepare a pipoca e divirta-se lendo A Lua de Mel. Beijos

      Excluir
  16. Adorei! Não entrei no mundo divertido de Kinsella ainda e fiquei me deliciando aqui com sua resenha. Sendo um chick-lit, gênero que ainda não caiu nas minhas mãos, tb está recheado com um bom drama familiar e as consequências de nossas escolhas, isso eu adoro numa boa história. COm toques de comédia vai ficar mais saborosa ainda. Quero ler, sim.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Manu, quer dizer que você ainda não foi picada pelo chick-lit é?! hehe Espero muito que você venha a gostar tanto quanto eu.. por às vezes precisamos de leituras leves, divertidas, para nos desopilar um pouco das correrias do dia-a-dia e os livros da Sophie são ótimos para essas horas. Beijos e boa leitura.

      Excluir