Semana da Criança - Resenha Escola: Os Piores Anos da Minha Vida - Dia 4

"É o primeiro dia de aula em sua nova escola, mas Rafa Khatchadorian já sabe que será o pior ano de sua vida. Como se não bastassem seus problemas em casa, agora ele terá que descobrir como sobreviver ao sexto ano. Por sorte, Rafa bolou o melhor plano de todos os tempos: ele se propôs a quebrar todas as regras do colégio, valendo pontos. Porém, professores, pais e valentões não curtiram essa ideia mirabolante. Será que o plano vai passar de mágico a trágico?" 
Quem aqui tem histórias tragicômicas para contar da época da escola? Bom, eu tenho várias, infelizmente, assim como o protagonista dessa história: Rafa.

Rafa era um menino de 12 anos que estava prestes a enfrentar o tão temido 6º ano em uma nova escola. Nunca havia sido popular e logo no primeiro dia se tornou alvo do brutamontes do Miller. Ele sabia o inferno que seriam aqueles 200 dias letivos e percebeu que tinha apenas duas escolhas: passar imperceptível, ou radicalizar.

Como a primeira alternativa não deu certo, ele se deu conta de que não teria nada a perder sendo um aluno "problemático", portanto, com a ajuda do seu melhor e único amigo, Leo Caladão, bolou um plano para tornar sua prisão naquele antro mais divertida: quebraria todas as regras do colégio. Quanto mais pontos conseguisse acumular, mais safo seria considerado. Mas para tudo havia muitos riscos a se correr, riscos inclusive que ele havia se esquecido de calcular, como, por exemplo, rodar de ano.

Será que Rafa irá se transformar num transgressor e repetir todos os erros dos piores alunos da escola, ou a sua ficha cairá a tempo, antes que as coisas piorem para ele? Leiam e descubram.

***

Escola: Os Piores Anos da Minha Vida foi o primeiro livro infanto-juvenil, direcionado ao público de até 14 anos, aproximadamente, que li desde a minha infância/adolescência, ou seja, eu estava tremendamente curiosa para saber se ia gostar ou não. Quando a gente é criança, fica mais fácil gostar desse tipo de leitura. Mas ler esse gênero quando adulta pode ser um tanto quanto arriscado.

O que posso dizer é que me surpreendi, e positivamente, mas talvez tenha dois pontos de vista distintos sobre a obra. Olhando com os olhos de uma menina de 10 anos, diria que o livro é tremendamente divertido, afinal, além do Rafa se meter em diversas confusões, ele meio que "desafia o sistema" quebrando todas as regras e não se preocupando com as consequências. Que criança não gostaria de ter feito um dia isso? Quantas vezes não achamos absurdas algumas regras impostas pelo colégio, não nos sentimentos dentro de uma prisão ou não nos entediamos com as matérias ensinadas, ou então com os professores irritantes? Todos um dia passamos por isso, mas não quer dizer que fizemos o que o Rafa fez.

Nesse sentido, analisando a história com olhos de uma adulta e mãe, diria que fiquei extremamente irritada com as escolhas feitas pelo personagem. A vontade que tinha era de pegá-lo pela orelha e dar muitas palmadas. Onde já se viu fazer a mãe sofrer do jeito que fez? Ou então brincar com seu futuro escolar? Porém, ficou nítido que Rafa tinha inúmeros problemas, principalmente emocionais e familiares. E não que isso sejam justificativas para seu comportamento rebelde, mas pudemos ver como e por que tudo aquilo se originou, e de repente, como tudo poderia ter sido evitado.

Outrossim, acho que todos os problemas pelo quais já passamos nos servem de lição. Apesar de Rafa ter feito muita besteira, o importante era que ele se desse conta de suas atitudes, aceitasse as consequências e tentasse ser uma pessoa melhor. Não sei dizer se isso realmente aconteceu, não tive essa sensação muito clara. Talvez somente lendo a sequência saberemos se o personagem amadureceu ou não.

Em relação ao livro, ele é todo narrado em primeira pessoa e em forma de diário. A escrita é muito gostosa, bem-humorada e sarcástica, e faz com que devoremos as páginas para descobrir o "grande final". E não posso deixar de comentar as maravilhosas ilustrações que recheiam o texto. São lindíssimas! Como queria saber desenhar dessa forma. E no fundo, elas retratam e muito a personalidade do Rafa e sua forma de se expressar para o mundo. Recomendo.

** Esta resenha foi feita em comemoração a Semana da Criança. Confiram todos os outros posts AQUI.

Escola: Os Piores Anos da Minha Vida - James Patterson e Chris Tebbetts
Livro 01
Editora Arqueiro
288 páginas
Comprar: Saraiva / Submarino

16 comentários

  1. Oie,
    estou curiosa para ler este livro faz tempo. Todo mundo diz ser bem legal.

    bjos

    http://blog.vanessasueroz.com.br

    ResponderExcluir
  2. Não conhecia esse livro! Mas adorei o título e a sua resenha, o Rafa parece ser bem rebelde, né? haha
    Beijos
    http://www.gemeasescritoras.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Mônica, o Rafa é um rebelde sem causa na verdade, muito sem noção que às vezes dá nos nervos. Mas a história é bem curiosa. Espero que goste. Beijos

      Excluir
  3. Sério que tem ilustrações?!
    Eu realmente adoro esse recurso, e acho que as editoras deveriam investir mais nele.. enfim.
    parece ser bem engraçadinho o livro rs. imagino como a mais nova mãezona do pedaço deve te se sentido ao ler sobre as transgressões do menino.. rsrs
    E sabe que você me deu um ideia? Acho que vou comprar esse livro para um primo meu.. rs
    pelo que você contou, é bem a cara dele rsrs

    Beeijos, Dreeh.
    Livros e tudo que há de bom

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim Dreeh, e são lindas e divertidas.. que bom que gostou da dica, espero que seu primo goste do livro também :o) Beijos

      Excluir
  4. Ah, nunca li esse livro... Parece super, super fofinho! Decidi, vou comprá-lo junto com a próxima lista de compras, rs!


    Bjs, Isabela.
    www.universodosleitores.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eba, feliz em saber. Tomara que goste. Beijos

      Excluir
  5. Desejo muito esse livro, parece ser super engraçado e interessante hahha ótima escolha de presente ;)
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Catharina, realmente é um livro bem interessante para dar de presente para as crianças, algo com a qual elas provavelmente se identifiquem. Beijos, Mi

      www.recantodami.com

      Excluir
  6. Ah, deve ser bem legal. Tenho uma sobrinha de 11 anos que acho que vai adorar. Valei, Mi. <3
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom Yara, recomende a ela então :o) Beijos

      Excluir
  7. Já tinha ouvido falar desse livro
    Mas nunca parei para ler nada a respeito
    E essa livro parece ser bom

    Beijos
    @pocketlibro
    http://pocketlibro.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espero que goste Angela, é uma leitura rápida e divertida. Beijos

      Excluir
  8. Eu adorei esse livro. Tanto pelas ilustrações, como pelas "aventuras" do personagem. Até ler sua resenha não tinha pensado na história sobre o ponto de vista da mãe dele. Pensando assim, coitada mesmo ehehehehehe.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Sil, pois é, pensando sob o ponto de vista do Rafa, foi tudo irado.. mas pensando como mãe, nossa, me revoltei com a criatura, vontade de dar uns petelecos nele.. kkk Espero que ele tenha aprendido a lição. Beijos

      Excluir