Resenha + Promoção - Sal

Resenha
"Um farol enlouquecido deixa desamparados os homens do mar que circulam em torno da pequena e isolada ilha de La Duiva. Sob sua luz vacilante, a matriarca da família Godoy reconstitui as cicatrizes do passado. Em sua interminável tapeçaria, Cecília entrelaça as sinas de Ivan, seu marido, e de seus filhos ausentes, elegendo uma cor para cada um. Com uma linguagem poética, a premiada escritora gaúcha Leticia Wierzchowski, autora de A casa das sete mulheres, dá voz e vida a cada um dos integrantes da família Godoy, criando uma história delicada e surpreendente, enriquecida por múltiplos e divergentes pontos de vista."
SEM SOMBRA DE DÚVIDA, O MELHOR LIVRO NACIONAL QUE JÁ LI NA VIDA.

Oi gente, hoje estou imbuída da difícil tarefa de resenhar Sal. Como tenho dificuldade para falar dos livros que amo. Não consigo pensar em Sal de forma racional. Quando penso em Sal, só sinto. Mas vamos lá, vou tentar.

Em Sal, conhecemos uma antiga e convencional família de origem espanhola: os Godoy. Eles saíram de Almeria há anos em busca de um novo local para chamar de lar, indo parar na pequena e isolada ilha de La Duiva e vindo a morrer de amores pelo farol, que lá esteve desde sempre. Na ilha, don Evandro e sua amarga esposa Doña Alba tiveram um filho que foi chamado de Ivan. Ivan se casou com a doce Cecília e tiveram 6 filhos: Lucas, Julieta, Orfeu, as gêmeas Flora e Eva, e por fim, Tiberius.

Flora é uma das vozes principais do livro. De início, é ela quem nos conta a história da família e de cada um dos seus integrantes. Flora, ao contrário de sua gêmea, era uma menina reclusa e introspectiva, amante da literatura. Certo dia resolveu começar a escrever um livro, inspirada em seus parentes. Linha após linha, Flora ficava cada vez mais inspirada e as ideias iam surgindo de repente, como se estivessem sendo ditadas pelos deuses. Mas o que Flora não imaginava, é que aquelas palavras rabiscadas eram capazes de se tornarem reais, sentenciando a família Godoy a um trágico destino.

Mas afinal, o que tinha no livro de Flora capaz de alterar o rumo da vida de tantas pessoas? Leiam e descubram.

***

Optei por fazer uma descrição bem sucinta a respeito da história para não soltar nenhum spoiler. Prefiro que vocês mesmo leiam e descubram todos os pormenores de Sal e da família Godoy. Como disse logo no início, Sal foi o melhor livro nacional que já li na vida. E não estou brincando. Fiquei simplesmente encantada com a escrita da Leticia.

É impressionante como ela tem um domínio completo do texto e dos personagens, brincando livremente com o tipo de narração, o tempo da narrativa e do discurso sem deixar a trama confusa, pelo contrário, dando um maior dinamismo ao enredo.

Leticia escreve de forma tão rica, abusando de metáforas e referências mitológicas, históricas e poéticas e, com um farto vocabulário, não subestima a inteligência do leitor. Seu texto é leve, mesmo abordando temas mais pesados, que nos enfeitiça. Impossível não compartilhar dos dramas vividos por cada um dos personagens e de se identificar, nem que seja minimamente, com as personalidades e caminhos tomados por cada um. Sal é um retrato das complicadas relações familiares e do quanto é difícil sermos fieis as nossas essências e corajosos para darmos um rumo a nossa vida, ou então humildes para conseguirmos voltar atrás numa decisão mal tomada.

Em Sal há uma peculiaridade interessante, cada um dos personagens é identificado por uma cor diferente. Achei isso tão lindo. O texto praticamente não tem diálogos, mas não é cansativo por causa disso. Ao meu ver, isso possibilitou nos envolvermos ainda mais com a história.

O livro é dividido em três partes e os capítulos são alternados entre os narradores, além de terem alinhamentos diferenciados. Fiquei sem entender se os capítulos alinhados à esquerda diziam respeito aos escritos de Flora, ou se eram verídicos, narrados de fato por seus interlocutores. Mas isso não importa, nunca vou saber, e talvez seja melhor assim. 

Sal é um livro profundo, poético e intenso. Se pudesse comparar a escrita de Leticia a um autor estrangeiro, diria que ela é o Neil Gaiman brasileiro. Com a narrativa de Leticia foi possível me transportar para La Duvia e sentir a areia escaldante sob meus pés e a brisa do mar roçando meu rosto. Foi possível me apaixonar por aquele farol que norteou a vida da família Godoy e lamentar pelo seu fim, quando restou abandonado e caduco.

Em Sal, também aprendi o quanto as palavras têm poderes, independentemente de serem escritas ou jogadas ao vento. Palavras e pensamentos têm energias, portanto, cuidem o que pensam, escrevem e dizem, suas ideias um dia podem se tornar realidade, para o bem ou para o mal, como aconteceu com Flora.

Por fim, só posso dizer: Leiam! E espero que se apaixonem por Sal tanto quanto eu. Desejo que "o sal" penetre em suas peles assim como fez com a minha. Obrigada Leticia, por essa maravilhosa história. 

Sal - Leticia Wierzchowski
Editora Intrínseca
239 páginas
Comprar: Saraiva

PROMOÇÃO

Sal Leticia Wierzchowski

PRÊMIOS:
1 Exemplar do livro Sal, de Leticia Wierzchowski;
1 marcador de página personalizado, autografado pela autora.

Quem vai querer??

Para participar é fácil, vocês devem preencher o formulário abaixo e cumprir as regras obrigatórias.

REGRAS OBRIGATÓRIAS:

1. Informar um email válido para eu entrar em contato;
2. Seguir o blog publicamente pelo GFC (Google Friend Connect - fica na aba lateral direita do blog);
3. Curtir a fan page do Recanto da Mi no facebook;
4. Comentar na resenha de Sal. Deixe um comentário válido, pertinente ao livro. Não serão aceitos comentários como: "eu quero, participando, etc".

Quem não souber como usar o formulário do rafflecopter, o blog Somos Criativos fez um tutorial ensinando.
a Rafflecopter giveaway  
PARTICIPANTES, FIQUEM ATENTOS ÀS INFORMAÇÕES ABAIXO:

1. Período de duração da promoção: 09.09.2013 à 16.09.2013;
2. O vencedor terá 2 dias para responder o e-mail que será enviado, senão, será desqualificado e um novo sorteio será realizado. VERIFIQUEM SEUS EMAILS NO DIA SEGUINTE AO TÉRMINO DA PROMOÇÃO!!
3. O livro será enviado para o vencedor em até 30 dias por mim. Não me responsabilizo por eventual extravio ou problemas com o correio;
4. O resultado da promoção será divulgado no blog e no facebook assim que o vencedor entrar em contato.

Beijos e boa sorte

67 comentários

  1. Adorei a resenha. Me deixou mais ansiosa aina para ler o livro.

    ResponderExcluir
  2. Well, já adquiri esse bebê de tão curiosa que fiquei com seus posts no face. Vou ter que ordenar o que vou ler primeiro rsrsrsrs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dany, fiquei tão feliz em saber que você comprou Sal por indicação minha. Espero que goste tanto quanto eu. E tens razão, nosso maior desafio é decidir o que ler em seguida, né?! Sempre com tantas opções.. hehe Beijos

      Excluir
  3. Quero ver como vai funcionou o sistema de identificar personagens por cores, já que sou fã de blade runner, onde os personagens sao identificados por animais de origami. :3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Agomechan, na verdade as cores estão intimamente ligadas a tapeçaria tecida por Cecília, a matriarca, que ao contar a história da família, vai atribuindo cada cor a um personagem. Talvez com o intuito de caracterizar suas personalidades ou de, de repente, pontuar a importância que cada um teve na sua vida. Beijos

      Excluir
  4. Mi, conheço o seu blog ha pouco tempo mas estou encantada com ele, com você e com suas resenhas. Participei do vídeo ao vivo, onde você falva da Bienal e desde então venho acompanhando as coisas por aqui e estou adorando! Adorei a sua resenha! Ainda não li nada da Letícia, mas sei que ela é a autora do livro "A casa das sete mulheres", que eu vi apenas a minissérie adorei! Este livro já estava na minha listinha de querências e agora estou mais que ansiosa para lê-lo. Um beijão e boa semana!

    Ilmara
    Blog Conversa de Livro
    www.conversadelivro.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi querida, agradeço o carinho e as visitas. Adorei a sua participação no bate papo e te espero para os próximos. Quanto aos livros da Leticia, depois que li Sal estou ansiosa para conferir todo o trabalho dela. Espero que você também goste. Beijos

      Excluir
  5. Amei sua resenha, me deixou com vontade de ler!
    aHH! Em breve meu livro "Feitiço" será publicado em E-BOOK pela editora Novo Conceito, espero que possa ler e goste.

    Bjs

    http://eternamente-princesa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Eu tinha CERTEZA que vc iria amar esse livro, tanto quanto eu!
    Impossível não se encantar pela escrita da Letícia. Pra mim tbm foi um dos melhores livros nacionais que já li na vida. Perfeito!
    A resenha ficou ótima, demonstrou bem o que vc sentiu ao ler o livro.
    Bjus!

    http://juoliveira.com/cantinho

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você já me conhece direitinho né Ju? hehe Realmente, impossível não amar o texto da Leticia :o) Obrigada, fico feliz que tenha gostado da resenha. Beijos

      Excluir
  7. Estou muito ansiosa pelo livro, afinal, a Letícia escreve de uma forma muito intensa e diferenciada. Li o Prólogo e amei...

    Abraços, Isabela Lapa.
    www.universodosleitores.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Isabela, realmente a escrita da Leticia é extraordinária. Espero que goste tanto quanto eu. Beijos

      Excluir
  8. Gosto de ler o sentimento das pessoas nas resenhas. Não apenas o que elas acharam a respeito, mas o que elas sentiram. Me faz sentir mais vontade de ler.
    Parabéns por isso. Voltarei mais vezes.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lucas, obrigada pelo comentário. Sou como você, por isso gosto de expressar minha opinião e meus sentimentos sobre o que leio e vejo. Beijos

      Excluir
  9. Outro dia tava na livraria e quase comprei, acabei de me arrepender lendo essa resenha, amei a resenha e me deixou com muita vontade de ler.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Esterline, que pena que você não comprou. Mas agora já sabe, né?! Dá próxima vez não deixe passar.. hehe Beijos

      Excluir
  10. Oi!

    Uauu, sua resenha me deixou bem curiosa para ler o livro.

    Beijos*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Feliz em saber. Espero que goste do livro. Beijos

      Excluir
  11. Tenho mesmo que ler esse tutorial então, pois deixo de participar de vários sorteio bacanas de livros pois não me entendo com esse formulário, será muita burrice a minha? kkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não é não Rê.. no início a gente se atrapalha mesmo.. mas depois que aprende fica tão fácil! Beijos

      Excluir
  12. Eu já estava querendo comprar e agora que tem essa promoção junto com essa resenha eu estou feliz. Muito bom ele , espero gostar muito do livro. :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Cladisson, quem sabe você não dá sorte e ganha ele? Espero que goste do livro. Beijos

      Excluir
  13. "Quando penso em Sal, só sinto."
    Que frase hein Mi! Só aumentou a minha vontade de ler!
    Adorei a sua resenha (como sempre), portanto confio que seja um livro único e maravilhoso, principalmente pelo fato de se reter nas descrições e com poucos diálogos. Livros com essa características tendem a ser cansativos, apesar de eu amá-los.
    Bom, espero ler logo, logo!
    Beijos! http://vanille-vie.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é Júlia, estava poética quando escrevi a resenha.. hehe mas não deixa de ser verdade.. não dá para pensar em Sal de forma racional.. hehe Concordo, livros com estas características tendem a ser cansativos, mas não sei explicar como, com este não foi. Acho que me envolvi de tal forma na história que acabei quase que entrando na mente dos personagens. E o fato de não ter muitos diálogos foi bom, porque estivemos o tempo todo conectados com os pensamentos e sentimentos de cada um, o que intensificou os dramas que dividimos com eles. Espero que goste tanto quanto eu. Beijos

      Excluir
  14. Eu já tinha visto esse livro, mas nem tinha me interessado muito, mas quando vi que você escreveu que foi o melhor livro nacional que você leu, fui conferir. Achei bem interessante e fiquei curiosa com isso de cada personagem ser identificado com uma cor diferente.

    http://blogprefacio.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Sil, o texto da Leticia realmente me surpreendeu, de longe o mais bem escrito dentre todos os nacionais que já tive contato. A gente percebe quando a autora, além de dom, tem técnica, vocabulário e experiência. Afinal, a Leticia não é uma qualquer um, né?! Já lançou vários livros, já escreveu roteiros de filmes e minisséries, ou seja, possui uma vasta bagagem de conhecimento. Espero que goste de Sal também. Beijos

      Excluir
  15. Animada com esse livro, só vendo resenhas boas dele e com uma trama dessas é de se esperar que seja bom. Ao menos com a sinopse deu essa ideia, ver resenhas só reforçou e parece que vale mesmo a pena. Gostei dele.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Cris, então mergulhe nessa história assim que puder. Beijos

      Excluir
  16. Eu já estava louca por esse livro, porque gostei muito da capa e da história e porque acredito que seja o primeiro livro de autor nacional que a Intrínseca lançou, então só pode ser muito bom. E depois dessa resenha, é claro, que já começa dizendo que é o melhor livro nacional que você já leu, ele se tornou uma das prioridades na minha lista de desejados, porque acredito que tem grandes chances de se tornar o meu livro nacional preferido, também. Ótima resenha! ;D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Tainara, na verdade a Intrínseca tem cada vez mais investido em autores nacionais, e Sal não foi o primeiro livro publicado pela a Editora não, mas acredito que foi o que mais ficou em evidência pela Leticia já ser famosa. Leia assim que puder. Beijos

      Excluir
    2. Eu também não achei que fosse, mas eu lembro que na época da divulgação eles diziam que era o primeiro romance nacional da Intrínseca, como na descrição dessa publicação:
      https://www.facebook.com/photo.php?fbid=10151871435895579&set=pb.130097745578.-2207520000.1378832411.&type=1&theater
      Mas talvez seja o primeiro nacional do gênero romance...

      Excluir
  17. Oi Mirelle,
    Que resenha maravilhosa, sua frase inicial já prendeu logo a minha atenção quando você falou que "é o melhor livro nacional que vc já leu na vida" Caramba!! Fiquei super curiosa para ler esse livro e queria ter ele agora aqui para ler! Eu vi ele para vender lá na bienal, mas como anda não tinha lido nenhuma resenha dele, acabei não comprando... agora vou torcer para ganhar *-*

    Beijinhos
    Renata
    Escuta Essa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, que pena Renata, porque se não me engano ele estava com um preço bom na Bienal. Mas compre assim que possível. Vale a pena. Beijos

      Excluir
  18. Eu li o livro e fiquei submerso nele por uma semana inteira. Resseca literária. Me debulhei tanto no livro a a capa até perdeu um pouco da cor. O livro tem uma atmosfera tão lírica e tropical que vc sente até o cheiro do cenário. Me apaixonei por ele quando li o prólogo. Ai arranjei o livro e li. Os personagens são tão íntimos que dá até uma tristeza falar deles. Eu gostei tanto de Sal que foi o primeiro livro que me atrevi a escrever sobre na resenha do SKOOB. Uma pena não ter-lo pra mim. É um livro pra se guardar pra sempre.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rafael, sem palavras para responder o seu comentário. Você disse tudo! Fico feliz em saber que não fui a única a ser arrebatada por Sal e que outros também tiveram a felicidade de se emocionarem com a história tanto quanto eu! Beijão

      Excluir
  19. Não me interessei pelo livro quando vi a capa (é o que mais atrai num 1º momento) e não imaginava que a autora era brasileira, afinal nunca vi a Intrínseca publicar um autor brasileiro, só por este fato já imagino que o livro seja muito bom!
    Mas depois de ler a sinopse e a resenha, a capa me parece perfeita para o enredo e fiquei morrendo de vontade de ler!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Curiosamente achei a capa tão linda e poética.. aquele tom de cinza com os faróis ao fundo, quase como fantasmas.. além das letras em relevo belíssimas.. mas entendo, sou como você, a primeira impressão é a que fica e também me interesso ou não por um livro de cara por causa da capa. A autora não só é brasileira como também é gaúcha, o que me deixa morrendo de orgulho, porque ela mora na mesma cidade que eu.. hehe Leia assim que puder. Espero que goste. Beijos

      Excluir
  20. asuahsuahsauhsaasuhasuhas
    Eu também tenho um blog de resenhas e sinto um pouquinho de dificuldades também para resenhar livros que eu gosto, pois é muito difícil achar apontar os defeitos do livro, para a gente tudo do livro é perfeito kkkkk
    Bem, sobre o livro eu achei bem interessante, a primeira vez que eu ouvi falar nesse livro foi aqui a um tempinho atrás que você postou, a sinopse me conquistou bastante, e mais a sua resenha positiva me fez ficar com muita vontade de ler este livro. A capa é bem legal, simplifica bem a historia, é simples, porém fala muito sobre a historia.
    Parabéns pela resenha e promoção! Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Poison, minha dificuldade não é nem por não saber apontar defeitos, porque livros que amo para mim não têm defeitos.. é por simplesmente não conseguir falar sobre eles. Porque quando amo algo, amo porque amo, não consigo racionalizar sentimentos, é difícil. Ao contrário de livros normais ou que não gosto, porque daí fica fácil pontuar o por que das coisas. Obrigada pela visita e pela participação. Beijos

      Excluir
  21. Sabe, eu fiquei meio com medo de ler este livro.
    Antes do lançamento, a autora falou umas coisas no twitter que eu não curti. Então achei que ela fosse uma patricinha besta, fútil e sem nenhum conteúdo, e gente assim não tem o que escrever de bom.
    Porém, vendo o quanto a leitura te agradou, acho que vou dar uma chance. Pode ser que eu mude de ideia, não é mesmo?!
    Adorei!!

    Bjkas

    Lelê Tapias
    http://topensandoemler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sério? O quê? Fiquei curiosa agora. Olha, desde quando a conheci pela primeira vez, ela foi tão querida, acessível e atenciosa que acabei me tornando ainda mais fã. E sim, a leitura simplesmente me conquistou. Espero que faça o mesmo com você. Beijos

      Excluir
  22. Na primeira frase você já me intimou a ler o livro, tá sabendo né?! rsrs
    Depois de ler Simplesmente Ana eu estou inspirada a ler mais e mais autores nacionais. Eu já estava com vontade de ler pelas suas postagens no face, mas depois dessa resenha.. Fiquei muito curiosa com a escrita dela e também com a diagramação do livro! Você e sua habilidade de fazer eu me apaixonar pelos livros sem os ter lido rssrs
    Acho que todos tem dificuldade de resenhar livros que gostam muito, mais você nao precisa se preocupar porque quanto mais você gosta do livro, melhor fica a sua resenha.. mais apaixonante e desperta a nossa curiosidade ainda mais! ;D

    Beeijos, Dreeh.
    Livros e tudo que há de bom

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eba, fico feliz em saber.. kk isso aí amiga, temos que prestigiar os talentos que temos no nosso país. Espero que goste do livro. Beijos

      Excluir
  23. Minha nossa senhora das resenhas maravilhosas não seja egoísta e joga um pouco dessa qualidade de escrita em mim também!
    Mirelle!!! Pára de fazer essas coisas! Leiam e descubram, leiam e descubram uish! kkkk
    Esse livro deve ser maravilhoso, eu julguei ele pela capa na primeira vez que o vi e eu não gostei por isso descartei da lista de leitura mas agora ele voltou correndo. Estou morrendo de curiosidades para saber o que aconteceu e o que a Flora escreveu, achei fantástica a ideia da Letícia.
    Não gosto muito de livros com pouco diálogo porque geralmente fica cansativo mas se você diz que não então tá né.
    Esse ponto de o texto estar alinhado a tal lado te confundiu durante a leitura? Ou será que foi feito assim pra te deixar confusa mesmo?
    Preciso dizer que quero ler? Não né.

    Beijocas, Greice.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você me matando de rir sempre neh amiga.. e me deixando mega envaidecida com esses elogios.. fofa! hehe Adorooo essa frase "Leiam e descubram"! Adoro torturar vocês um pouquinho.. kkk A diferença de alinhamento no texto não me confundiu não.. na verdade abriu margem para interpretarmos afinal sobre o que aquele texto fala.. Leia que você vai entender o que estou falando.. hehe Espero que goste. Beijos

      Excluir
  24. Louca por este livro! aAdoro a autora, li A casa das setemulheres e a partir dele foi paixão pela escrita linda e poética de Leticia.
    Histórias familiares, com seus conflitos e dramas, perdão e renascimento me emocionam!
    Participo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Manu, obrigada pela participação e por dividir a sua opinião conosco. Fico feliz que também tenha gostado. Beijos

      Excluir
  25. Oi Mi! SAL é complicado de falar, eu também amei e senti uma ligação tão gostosa com os personagens, como se estivesse na cada da família. A autora tem uma sensibilidade única e soube colocar isso em cada linha da trama. Sensacional.
    Bjos!!
    Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Cida, fico feliz em saber que você sentiu o mesmo que o meu. A sensibilidade da Letícia é única. Beijos

      Excluir
  26. Já ouvi falar muito desse livro e já tinha vontade de o ler... mas parece que você tem o poder de aumentar essa vontade, com suas resenhas! A maneira como você fala do livro me dá vontade de sair correndo compra-lo, mas terei que esperar mais um pouco! Parabéns pela resenha! Ansiosa pela leitura! ;*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Laurinha, fico feliz em saber que goste das minhas resenhas. Obrigada pelo carinho. Beijos

      Excluir
  27. Estou surpresa pelo livro ser tão bom, já tinha lido resenhas muito positivas, mas nada assim tão entusiasmado! rs
    Adorei e estou curiosa. Principalmente pela autora conseguir usar tantas referências, tornando a trama muito inteligente e embasada. Além disto, gosto muito de histórias sobre famílias, seu dramas, etc.
    Espero ler muito em breve!
    bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Ana, impossível não me entusiasmar a esse ponto quando amo um livro.. hehe eu acabo extrapolando mesmo, eu sei, até porque quero que todos leiam e compartilhem dos sentimentos que vivenciei ao ler a história. Espero que você também goste. Beijos

      Excluir
  28. Segunda resenha que leio super positiva sobre esse livro! Começando a ficar interessada nele! Ah, o marcador eu tenho *-* Só não é autografado, rs Adorei a resenha, gosto das suas resenhas por você falar um pouco da história e parar no momento certo, deixando um quê de curiosidade que nos faça realmente ter vontade de ler! E depois especifica o porquê de ter gostado tanto dele. Confesso que o fato de não ter muitos diálogos não me agrada muito, justamente pelo fato de se tornar cansativo, mas se você diz que não se torna, irei acreditar, rs Deve ser interessante escrever um livro sobre a sua própria família e ele ocasionar uma mudança na própria, apesar de não saber o que acontece e se é bom ou ruim, é no mínimo interessante. Como você mesmo disse, as palavras possuem um poder que nem imaginamos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Bianca, obrigada pelos elogios. Escrever uma resenha não é tarefa fácil, mas fico feliz em saber que gosta das minhas. E sim, a premissa de Sal é fantástica e original. Espero que você também se apaixone tanto quanto eu. Beijos

      Excluir
  29. Quero muuito ler esse livro. Parece muito bom.

    ResponderExcluir
  30. Parece bem interessante e diferente.

    ResponderExcluir
  31. Esse livro deve ser muito bom, adorei esse negócio das cores também! Quase o comprei na livraria outro dia, mas acabei comprando um outro... Parabéns pela resenha, está ótima! :D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Marloox, que pena, mas dá próxima vez você já pode priorizar Sal, pois já saber que está sendo super bem recomendado. Beijos

      Excluir
  32. A força da escrita da Letícia é tão grande que te transforma em outra pessoa depois de fechar o livro. Pelo menos senti isso ao ler Sal e pelo teu texto aconteceu o mesmo contigo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa, verdade Gabi. Bom saber que não foi só comigo que aconteceu. Beijos

      Excluir
  33. Eu quero muuuuuuito ler Sal!
    Primeiro porque acho a história super interessante e segundon pq falam muito bem da Letícia como escritora.
    Eu li 'Sal, um prólogo' e gostei bastante, então quero mais ainda ler Sal logo!
    Pelo que vc disse na resenha, é realmente um livro muito bom!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lorrine, ainda não li o Prólogo por falta de oportunidade, mas assim que puder lerei com certeza. Beijos

      Excluir