Resenha - O Amor Mora ao Lado

"Lacey Lancaster sempre quis ser esposa e mãe. No entanto, depois de um divórcio bastante doloroso, ela decide que é hora de dar um tempo em seus sonhos e seguir sozinha mesmo. Mas não tão sozinha: sua gatinha abissínia, Cléo, torna-se sua companhia de todas as horas. Até é uma vida boa — um pouco aguada, é verdade — a de Lacey. A não ser por seu escandaloso vizinho, Jack Walker. Quando Jack não está discutindo, sempre em voz muito alta, com sua namorada — com quem insiste em morar junto — está perseguindo seu gato, chamado Cão, pelos corredores do prédio. E Cão está determinado a conseguir que a gatinha Cléo sucumba aos seus avanços felinos. Jack e Cão são realmente muito irritantes. Mas acontece que a primeira impressão nem sempre é a que fica..."
Em O Amor Mora ao Lado, de Debbie Macomber, conhecemos Lacey, uma jovem com pouco mais de 30 anos, que vivia sozinha em São Francisco com a sua gata Cléo. Lacey carregava profundas feridas amorosas e se tornou uma mulher amarga, solitária e desacreditada na vida desde que foi traída por seu ex-marido.

Disposta a recomeçar, trocou de cidade e emprego e esperou que as suas mágoas se curassem, além de ter prometido não cair mais na lábia de nenhum homem, afinal, qual homem prestava? Por causa disso, manteve-se sempre a uma distância segura de seu vizinho sedutor Jack, que por sua vez, não mediu esforços em bajulá-la desde que havia se mudado para o novo apartamento. Lacey foi firme em sua decisão em não se envolver com Jack, pois tinha certeza de que sairia novamente machucada.

Mas o destino resolveu lhe pregar uma peça. No meio de uma confusão, Cão, o gato de Jack, escapuliu para o apartamento de Lacey e se "aproveitou" de Cléo, que estava no cio, engravidando-a. O ocorrido fugiu ao seu controle e Lacey foi obrigada a abrir as portas para Jack e Cão em sua vida, afinal, a partir daquele momento, ambos teriam uma preocupação em comum, a gravidez de Cléo. Lacey só não sabia o quanto tal proximidade iria afetá-la e alterar o rumo de sua vida. Será que as coisas realmente são como parecem ser? Leiam e descubram!

***

Desde que vi o lançamento de O Amor Mora ao Lado fiquei com vontade de ler o livro. Sou adoradora de gatos (tenho três) e acho o máximo quando me deparo com esses queridos animais como personagens literários. A história não deixa de ser um romance clichê, mas é bem escrita, o que para mim conta muito, além de ser divertida e rápida de ler. Não devo ter demorado mais de uma hora para terminar o livro. Apesar do texto ser narrado em terceira pessoa, os diálogos existentes nos permitem nos aproximar melhor dos personagens e vivenciar seus dilemas e alegrias.

Fiquei levemente irritada com a Lacey, por causa de suas inseguranças e melodrama, mas ok, suas atitudes são compreensíveis tendo em vista todo sofrimento pelo qual ela passara nos últimos meses. Todos que passam por uma traição e um doloroso divórcio ficam marcados de certa forma. Tanto é que foi notável seu crescimento no decorrer do livro. Tudo o que ela precisava era de um empurrão e de algo/alguém em quem se apoiar para voltar a acreditar em si e na vida.

Jack, que personagem fofo e apaixonante. Tão seguro, querido e paciente. Uma perfeita mistura de lord com uma pitada de badboy danado. A única coisa que me assustou foi o ritmo da história. Tudo aconteceu tão rapidamente que quando cheguei ao final fiquei chocada sem acreditar que o livro realmente tinha acabado. Fiquei pensando "Cadê o resto? Será que está escondido atrás dessas receitas de comida para gato?". Juro, fiquei minutos tentando me orientar, esperando a ficha cair. Ok, não sou extremamente fã de livros longuíssimos, arrastados e cheios de encheção de linguiça, mas também não consigo entender esses livros tão curtos que mais parecem um sopro de história.

De qualquer forma, O Amor Mora ao Lado é um livro fofo, perfeito para ler num momento de descontração ou naquelas situações em que estamos cansados e que só o que queremos é jogar as pernas para o alto e relaxar.

O Amor Mora ao Lado - Debbie Macomber
Editora Novo Conceito
160 páginas
Comprar: Saraiva / Cultura

30 comentários

  1. Oie,
    odeio quando o livro termina assim, mas infelizmente alguns fazem isso com a gente.
    Mas de modo geral acho que vou gostar da leitura.

    bjos

    http://blog.vanessasueroz.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Vanessa, também não gosto, mas de qualquer forma o livro é fofinho. Beijos

      Excluir
  2. Oi, tudo bem?
    Eu tenho uma curiosidade enorme de ler algum livro da Debbie, desde que vi resenhas de outros livros dela. E é incrivel a quantidade de livros que ela tem escritos kkkkk
    Eu tinha visto ele lançamento e fiquei bem curiosa, mas dai passou, então lendo sua resenha acho que é uma leitura boa. Eu gosto desse tipo de narrativa!
    Beijos

    http://elaeseuslivros.blogspot.com.br ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Jéssica, eu gostei muito da escrita da autora, super leve, engraçada e fluída. Espero que você goste do livro. Beijos

      Excluir
  3. Já estou acostumada a essas protagonistas inconstantes.
    Vi algumas resenhas ótimas desse livro e estou mega curiosa quanto a leitura :)

    Beijocas,
    www.segredosentreamigas.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, acostumada até estou, só não posso dizer que são minhas preferidas.. kkkk minha paciência não é tão grande assim.. kkkk Leia que você vai gostar Bah. Beijos

      Excluir
  4. Laís Souza30/09/2013 16:41

    Eu li "A Pousada Rose Harbor" da Debbie e devorei o livro. Amei a história que ela criou! Fora que assisti o hangout que a novo conceito fez na época do lançamento e a mulher era absurdamente fofa com todo mundo... Pretendo adquirir "O Amor mora ao lado" em breve. Os clichês dela parecem ser aqueles bem gostosos, pra encantar o coração e fazer a gente suspirar pelo mocinho. Tenho a impressão que a Debbie tem "a mão boa" pra romance. E isso nunca é demais. *-*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Laís, como gostei da escrita da autora, pretendo ler outros livros dela para ver como são e o que acho. O clichê para mim não é o problema, eu gosto e acho que são necessários, só acho triste quando uma história termina abruptamente quando tinha potencial para ser melhor desenvolvida. Beijos

      Excluir
  5. Oi Mi!
    Você adora gatos e por isso quis ler "O amor mora ao lado". No meu caso, foram os gatos que me espantaram, hehe. Na verdade, não sou muito chegada em romances então tem que ser uma premissa muito original para me atrair, e não achei que esse seria o caso.
    Depois de ler sua resenha, tive certeza que não era o livro para mim. Eu também me irritaria com o melodrama e ficaria muito frustada de chegar ao final da leitura com essa mesma sensação que você teve de "Cadê o resto?". Mas imagino que deve ser um livro bom para descontrair e relaxar..
    Beijos
    alemdacontracapa.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Mari, realmente esse foi um dos motivos.. Ah, que dó, porque gatos espantam você? hehe Sim, se você já tem essa ressalva, infelizmente ao meu ver essa história não tem uma premissa original, mas ela é feliz pela maneira que foi contada. Então nesse caso valeria a pena ler, para quem curte, naturalmente. Beijos

      Excluir
  6. Bá que legal, pena que eu não consigo ler livros, tenho preguiça :(
    Tenha uma excelente semana, fica com Deus, beijos

    beijoocolorido.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, que pena Kálita. Esse é tão fácil e rápido de ler. Talvez você gostasse. Beijos

      Excluir
  7. Olá,querida!
    Já li varias resenhas sobre o mesmo e todas são super positivas rsrs Espero ansiosa para ler este livro.
    Beijos!
    http://pocketlibro.blogspot.com.br/2013/09/filme-paixao-sem-limites-tres-metros.html

    ResponderExcluir
  8. Olá!
    Amo livro que tenha enredo com animais, principalmente gatos.
    Adorei a resenha.
    Beijos
    http://luninhacat.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Luninha, também adoro, mas sou suspeita.. hehe achei que os gatinhos da história poderiam ter sido muito mais partícipes.. mas ok, só de tê-los no enredo já foi uma delícia. Beijos

      Excluir
  9. Oie! Como a Laís disse a Debby parece ter a mão boa pra romances gostosos de encantar o coração. Fiquei com vontade de conhecer o Jack! Nossa 160 páginas? Achei que tivesse umas 300. Achei engraçado o fato dos dois se aproximarem por causa dos gatos <3, ah manda um alô pros seus miaus aí =D
    Parece ser um livro fofo apesar de que essas personagens inconstantes me irritam muito (mas sabe que eu sou assim também?! =/
    Assim que der vou ler já que é bem rapidinho.

    Beijoss, Greice.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, mas nós sempre ignoramos nossos próprios defeitos neh.. kkk também sou inconstante e irritante, quem sabe até como a America, mas detesto ler isso nos personagens dos livros. Quem sabe por esfregar na minha cara o quão chato é ser assim?! kkkk Acho que você vai gostar da história. Beijos

      Excluir
  10. Oie:)
    Gostei bastante da resenha*-*
    Estou com muita vontade de ler esse livro. Parece ser tão fofo*-*
    Também não gosto de livros muito grandes, mas fico chateada quando o livro é muito curto e você fica com vontade de ler mais,mas não tem:(

    Beijoss
    http://cupcakedeletras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ana, espero que goste. O livro é fofo sim, pena realmente que não foi melhor desenvolvido. Beijos

      Excluir
  11. Alguns bons livros são aqueles que não querem passar uma lição de moral, servem só para nos divertir... E como eu adoro gatos! >.< Fiquei com vontade de ler o livro...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah sim Fátima, com certeza sempre precisamos de livros assim, despretensiosos e com o único objetivo de nos desopilar e entreter, e acredito que O Amor Mora ao Lado cumpre essa função. Eu também adoro gatos, por isso não resisti.. hehe Beijos

      Excluir
  12. Olá, quero muito ler esse livro! Só estou insegura quanto à temática "espiritual" que a Debbie costuma empregar. E também não sou muito fã de gatos... mas to de coração aberto pra essa obra! rs.

    Ótima resenha!! Bjs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Isabella, este foi meu primeiro livro que li da Debbie, então não entendi muito bem o que você quis dizer com "temática espiritual", mas ao meu ver não tem nada disso nessa história. Então quanto a isso, vá tranquila. E a respeito dos gatos, eles são coadjuvantes na história e por mais que tudo aconteça em razão deles, não aparecem muito não. Também não é outro empecilho. Espero que goste. Beijos

      Excluir
  13. estou com muita vontade de ler esse livro porque passei por uma situação parecida e fiquei desacreditada no amor mais percebi que não somos nada sem alguém do lado e que não podemos julgar todos os amores porque um feriu nosso coração

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Rafaela, é isso aí. Nem todas as pessoas são iguais e as decepções pelas quais passamos nos servem de experiência para sabermos o que não queremos mais para a nossa vida. Agora é seguir em frente, dar um tempo para a sua ferida cicatrizar e ficar aberta para novas pessoas entrarem na sua vida. Beijos

      Excluir
  14. Nossa, realmente estou louca para ler esse livro, sou apaixonada por gatos, tenho um e ele é meu companheiro em meus momentos de leitura, acredito que esse livro como vc disse é fofo, e com a participação dos gatos melhor ainda. O livro está em minha listinha de "Preciso Ler" , Bjus

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Evellin, sou suspeita para falar porque também amo gatos e o meu também é meu companheiro de leitura.. hehe Espero que você goste. Beijos

      Excluir