Entrevista - Autor Jay Asher

Oi pessoal, hoje trago para vocês uma entrevista que fiz com o autor Jay Asher, do livro O Futuro de Nós Dois, que foi escrito em parceria com a autora Carolyn Mackler. Infelizmente a Carol estava viajando no momento em que fiz a entrevista, então não pude falar com ela sobre o livro. Quem sabe futuramente eu consiga entrevistá-la. Então, por enquanto, transcrevo abaixo a entrevista que fiz só com o Jay.

Desde que li O Futuro de Nós Dois fiquei apaixonada pela história. Ela ficou reverberando na minha mente muitos dias após o término. Achei toda a sacada genial, principalmente o fato dela ter sido escrita a quatro mãos, e essa foi a maior dúvida que ficou na minha cabeça, como funciona o processo de escrita de um livro em co-autoria? E pensei, tenho que perguntar isso para o Jay!!

Tenho tido muita sorte, porque a maioria dos autores que entro em contato são super solícitos e me respondem prontamente. Me sinto extremamente honrada com a atenção dispensada por eles. Para mim, é como se eu estivesse entrando em contato com um super astro de Hollywood e estivesse sendo atendida.. hehe.

Leiam AQUI a resenha que fiz sobre o livro O Futuro de Nós Dois.

Esta entrevista foi feita no dia 28/07/2013.

Confiram abaixo o que o Jay tem a nos dizer sobre o livro:

P.S. A tradução foi feita por mim, peço desculpas por algum eventual erro. 

MC: Como surgiu a ideia de escrever o livro O Futuro de Nós Dois?

JA: Discutimos sobre como seria se nós mesmos, quando adolescentes, pudéssemos ver onde acabaríamos como adultos. Será que seríamos felizes? O que iríamos querer mudar? E como pensar no futuro poderia afetar a forma como nos enxergamos hoje? A viagem ao futuro tem sido muito utilizada em diversos livros e filmes, por isso queríamos fazer algo mais original. Levando em consideração que as pessoas colocam tantas informações pessoais no Facebook sobre o que acontece com as suas vidas (casamento, carreira, fotos), decidimos que queríamos que nossos personagens tivessem acesso as suas futuras contas no Facebook. Isso também nos permitiu discutir a respeito de como o fenômeno das redes sociais seria encarado no passado, tendo em vista que o Facebook não existia naquela época.

MC: Vocês se inspiraram em alguém para dar vida aos personagens?

JA: Nenhum dos personagens foram baseados em pessoas reais, embora algumas características de Sydney fossem similares as de uma colega de colégio que tive uma queda na adolescência. Mas as personalidades foram desenvolvidas com base nas necessidades da história.

MC: Se você pudesse saber como seria seu futuro daqui alguns anos, você ficaria curioso como os personagens, e tentado a modificar algo como Emma fez quando descobriu ser infeliz?

JA: Eu costumava pensar que eu adoraria saber sobre o futuro, mas depois de trabalhar com este livro e colocar em detalhes um monte de pensamentos a respeito de como seria conhecer o futuro, eu decidi que não quero mais saber. Se você tiver o vislumbre do seu futuro, isso é tudo que você irá ver: um vislumbre, e não a história toda. Então, fazer pequenas mudanças poderiam facilmente te levar a mudar as coisas que você não gostaria que fossem mudadas. Por isso, é preferível você tentar fazer e ser o melhor que puder hoje, e viver no presente.

MC: Qual sua passagem do livro favorita?

JA: O final. Enquanto alguns pequenos detalhes mudavam, Carolyn e eu sabíamos o quanto queríamos terminar livro antes do que havíamos planejado. Havia um certo tom e mensagem que queríamos deixar para o leitor, e nós dois ficamos muito satisfeitos com a forma como esse momento acabou. Ah, e eu também adorei a piada sobre Plutão!

MC: Vocês tiveram o intuito de passar alguma mensagem com a história para os jovens de hoje (porque para mim o livro foi bem reflexivo em vários aspectos) ou a intenção era apenas diverti-los?

JA: Eu preciso ter algum tipo de mensagem em mente enquanto escrevo a história e sigo adiante para manter o tom consistente, mas também acredito que a mensagem deve ficar escondida por detrás do entretenimento, tanto quanto for possível. Os livros devem ser uma experiência fascinante! Se a leitura é agradável e você tem dificuldades de deixar o livro de lado, a mensagem que será passada à você será ainda mais forte por ser mais pessoal.

MC: Como surgiu a ideia de escrever o livro em parceria com a Carolyn?

JA: Eu era um grande fã da Carolyn Mackler, apesar de não nos conhecermos fora do quote que fiz para a capa do seu último livro. Um dia, ela me enviou um e-mail perguntando se eu gostaria de escrever um livro com ela. Mesmo nenhum de nós tendo jamais tentado escrever em co-autoria, eu imediatamente disse que sim. Que honra! Nós dois trouxemos diversas ideias para histórias e discutimos todas elas, mas nenhuma foi emocionante para ambos, até que surgiu a ideia por trás deste livro.

MC: Por qual parte do livro você ficou responsável de escrever?

JA: O livro foi realmente escrito por nós dois. Discutimos cada pedaço, cena por cena. Eu escrevi originalmente os rascunhos dos capítulos de Josh, enquanto Carolyn ficou responsável pelos da Emma. Mas depois nós trocamos os capítulos escritos e cada um de nós pôde fazer as alterações que consideramos pertinentes para melhorar a história. Daí nós trocamos de novo. E de novo. E assim sucessivamente, sem contarmos ao outro o que tínhamos alterado, até sentirmos que todos os capítulos estavam escritos exatamente do jeito que queríamos. No final, é provável que cada uma das frases tenha sido reescrita por cada um de nós.

MC: Ao ler a história, não senti nenhuma diferença na narrativa que indicasse a existência de dois autores. Tudo foi tão harmônico e coeso. Como vocês conseguiram isso? Já escreveram outros textos juntos?

JA: Obrigado, era exatamente esse o nosso objetivo. Apesar de haver a necessidade da história ser contada por diferentes pontos de vista, de cada um dos personagens, não queríamos que desse a entender que o livro tivesse sido escrito por dois autores. Quisemos evitar que os leitores gostassem mais de um dos estilos de escrita do que o outro. Por isso, tentamos manter o mesmo estilo no livro todo.  Eu acho que nós conseguimos isso editando um ao outro tão fortemente. Nós dois podemos olhar para o livro e dizer com certeza que estamos muito felizes com tudo que está lá escrito.

MC: Vocês pretendem escrever outros livros em conjunto?

JA: Sim, adoraríamos. Só precisamos encontrar uma história que nós dois gostemos, que nos entusiasme. Foi uma experiência maravilhosa escrever com Carolyn.

MC: Gostaria de agradecê-lo por esse belíssimo presente. O Futuro de Nós Dois foi um dos melhores livros que li no ano. Ao mesmo tempo que me diverti muito, me emocionei e fiquei muito nostálgica ao lembrar da minha adolescência em 1996. Quando a Macarena foi citada, ri muito, porque lembrei de quando dançava as músicas nas festas. Sem contar que o tempo todo fiquei pensando se tentaria mudar meu futuro se soubesse o que aconteceria com a minha vida. Fiquei dias depois refletindo sobre o livro e pensando nas consequências das nossas ações hoje. Parabéns pela belíssima obra! Agradeça a Carolyn também! Ficaremos ansiosos esperando por mais livros!

JA: Obrigado! Isso significa muito para mim. Nós definitivamente quisemos que o livro fosse agradável, principalmente para os leitores que são adolescentes agora, apesar da história ter sido contada em 1996. Mas também sabíamos que os leitores que eram adolescentes em 1996 curtiriam o livro de uma forma diferente.

MC: Você poderia deixar um recado para os fãs brasileiros?

JA: Desde o meu primeiro livro, meus fãs brasileiros têm sido uma bênção para mim. Adoro receber seu carinho e isso me faz sentir como um autor de muita sorte. Obrigado!

MC: Nós que agradecemos pelo carinho e pela atenção Jay! Obrigada por dedicar parte do seu tempo para responder a essa entrevista. Muito sucesso sempre. Obrigada.

36 comentários

  1. Nunca tinha ouvido falar desse livro, parece ser bem legal. Já o processo de co-autoria não me é estranho, já vi isso em alguns livros nacionais, com a Stella Carr e o Ganymédes José. E a entrevista ficou muito legal, ele realmente tem muitos argumentos!! Parabéns! (Uau, do you speak english?(

    Abraços!

    pecasdeoito.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Diêgo, se você não conhece esse livro, vá atrás e leia, super recomendo. Pois é, agora virou moda escrever a 4 mãos, achei bem legal saber como se escreve desse jeito. Eu arranho no inglês, mas quero me tornar fluente.. hehe Beijos

      Excluir
  2. Mas gente, que CHIQUE! Eu amei a entrevistam, Mirelle! Amei!
    Espero um dia conseguir realizar uma com um autor internacional também. Deve ser muito bacana! Mas como meu inglês é beeeeem básico, não sei se conseguiria isso. Ao menos por enquanto.
    Aliás, quero muito esse livro!
    Beijo!
    docesabordoslivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Jeni, fico feliz que tenha gostado.. mas olha, não custa tentar, porque para todos os casos dispomos de tradutores online.. não fica perfeito, mas dá para se entender.. hehe Beijos

      Excluir
  3. seguindo pelo projeto da sarah beijokas
    www.marasemalca.com.br

    Carolina Mara Rodrigues

    ResponderExcluir
  4. Gentee,
    Ser divo é isso, haha.

    Adorei a entrevista Mi. O Futor de Nós Dois é maravilhosos.

    Beijocas,
    www.segredosentreamigas.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou amiga! Você é uma figura.. kkk Beijos

      Excluir
  5. Muito legal a entrevista!!! Adorei!
    Bjs
    http://eternamente-princesa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Se eu já gostava do autor, agora eu estou apaixonada!!
    Parabéns pela entrevista. Você é realmente muito chique demais da conta!!

    Adoro O Futuro de Nós Dois e Os 13 Porques está na minha fila de leitura!!

    Bjkas

    Lelê Tapias
    http://topensandoemler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O autor é um fofo, né?! Também fiquei ainda mais fã depois da entrevista. Assim como você quero ler muito os 13 Porquês. Beijos

      Excluir
  7. Que entrevista incrível, desde que este livro
    foi lançado eu quero ele, mas depois desa entrevista
    eu preciso dele urgentemente :)

    abs,
    muchachoonline.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia assim que puder, ele é fofo demais! Beijos

      Excluir
  8. Muito boa a entrevista. Não li o livro ainda, mas achei bem legal saber que eles escreveram o livro inteiro juntos. Ganhei ele em uma promoção, mas tenho muitos livros na frente para ler.

    http://blogprefacio.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Legal saber que você já tem o livro aí. Sei que sempre temos um milhão para ler na frente, mas super recomendo viu! Beijos

      Excluir
  9. Eu também me sentiria assim rs
    Amei a entrevista, ainda não li nenhum livro dele, fiquei com bastante vontade agora!
    vestindo-ideias.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. Parabéns pela entrevista.
    Ainda não li esse livro dele, só li os 13 pqs

    bjo
    Pah
    dicalivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada. Leia assim que puder, é ótimo! Beijos

      Excluir
  11. Adorei a entrevista, bem legal!
    Beijos;*
    http://just-pepper.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Ai, que linda a entrevista. Adorei a resposta do autore. *---*
    Preciso ler esse livro logo. :/ Nem sabia que eram dois autores, ou se sabia, tinha esquecido! haha ;o
    beijos
    apenas-um-vicio.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou! Leia assim que puder porque o livro é divertidíssimo. Beijos

      Excluir
  13. Que legal a entrevista com ele e que oportunidade INCRÍVEL! Parabéns!
    Eu adoro ele desde Os Treze Porquês! Argh, preciso ler logo O Futuro de Nós Dois, HAHA. Boa semana!
    http://literallypitseleh.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz que tenha gostado! Eu adorei poder entrevistá-lo. Assim que ler me conte o que achou do livro. Beijos

      Excluir
  14. Oh my God!!!
    Amei a entrevista!!! Li este livro no final de semana, fiquei tão envolvida com a história!
    A parceria deles foi mais que aprovada!!!
    Parabéns pela entrevista Mi!
    Bjs!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou Carol. Também achei que o entrosamento deles ficou demais! Não vejo a hora de ler mais livros escrito por ambos. Beijos

      Excluir
  15. Que legal *------------------------*
    haha isso da coautoria eh muito interessante, por isso quando vi que a entrevista era com ele, sabia que você tocaria no assunto! =D
    Gostei muito da forma como eles escreveram o livro, eles realmente escreveram o livro juntos. e isso é muito, muito legal!
    Eu ainda nao li esse livro =/
    mas minha curiosidade que era grande, agora esta imensa!
    Isso de saber o futuro mexe com a nossa cabeça ne?!
    Eu só queria saber se serei feliz, mas acho que vou ter que pagar pra ver rsrs

    Beeijos, Dreeh.
    Livros e tudo que há de bom

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então Dreeh, fui atrás do Jay justamente pelo que comentamos de escrita a 4 mãos, lembra? Eu pesquisei na net sobre isso e como não achei, pensei: "Por que não perguntar direto para algum escritor que passou por isso?". E consegui minha resposta. Claro que cada um deve ter a sua sistemática né, mas achei interessante a forma como eles escreveram a história. Pois é amiga, acho que todos teremos que "pagar para ver".. hehe Espero que não seja um preço muito alto.. kkk Beijos

      Excluir
  16. Se antes eu já queria ler imagina agora! O autor parece tão inteligente que fiquei admirada com as respostas, com as ideias e principalmente com a forma que o livro foi escrito. Deve ser um baita problema escrever em conjunto e fiquei imaginando os dois trocando os rascunhos, arrumando, e depois tudo de novo. Que trabalheira. Mas pelo que entendi quando você fez a leitura parecia que havia sido escrito por uma pessoa só e isso é fascinante. Que bom que eles tiveram êxito pois seria muito triste as pessoas gostarem de metade do livro porque gostara mais da escrita de tal autor do que do outro.
    Que bom que você teve retorno dos autores, acho que isso faz um bem imenso à carreira deles e ao seu bem estar né?! hehe
    Suas perguntas foram ótimas, por isso tivemos respostas tão boas!

    Beijos, Greice.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi amiga, pois é, achei fascinante a sistemática de escrita deles, e que bom que deu tão certo e que eles tiveram uma sintonia tão grande. Então, o texto ficou super coeso e equilibrado, tanto que não conseguia identificar quem escreveu o quê, e isso também incitou minha curiosidade para buscar essa resposta. Acho que nem todos têm sucesso, né?! Pegamos como exemplo o livro Bruxos e Bruxas que todos detonaram. Obrigada, que bom que gostou da entrevista, também amei as respostas do Jay, são poucos os autores que "desenvolvem" suas respostas nas entrevistas.. então vibro quando isso acontece.. kkk Beijos

      Excluir
  17. Muito bacana a entrevista, e creio para todos nossos autores são como estrelas de Hollywood, pelo menos para mim também é assim, eu to super curiosa para ler O futuro de nós dois pois todo mundo fala muito bem e com essa incrível entrevista me deu ainda mais vontade de ler ao livro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkk Eu também penso assim. Também os vejo como se fossem tão famosos quanto atores de Hollywood. Acho que ficaria tão enlouquecida se visse a Beth Fantaskey por aí quanto a Angelina Jolie.. kkk Beijos

      Excluir
  18. Puxa ele não falou sobre o filme, acho que os direitos ainda não tinham sido comprados pela warner!!
    Amei a entrevista e foi uma pena a Carolyn não estar presente...

    PS: não sei quem compôs o personagem, mais Josh sempre será meu favorito kkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acredito que na época os direitos não tinham sido comprados, ou se foram, eu não sabia, por isso também nem perguntei. Beijos

      Excluir