Curiosidade - Paixões que nos movem

Recanto da Mi
Oi gente, para quem não sabe, hoje é o Dia do Blog. Aproveitem a PROMOÇÃO que estou fazendo para comemorar essa data tão especial. Para dar seguimento ao clima de festa, resolvi aceitar o desafio da blogueira Bruna Vieira, do Depois dos Quinze, e escrever um pouco sobre as minhas paixões que não têm a ver com os temas que geralmente escrevo para o Recanto da Mi.

Nossa, foi algo tão difícil de escolher, porque tenho tantas.. videogame, jogos de computador, diários, desenhar, desenhos animados, viagens, papear com amigos, internet, livros, blog, escrever, etc...

Mas resolvi escolher duas paixões que meio que se complementam para falar por aqui: Material Escolar e Desenhar!!
Bruna Vieira
Desde que me conheço por gente, sou doida por material escolar.. canetinhas coloridas, estojos, cadernos, agendas, diários, adesivos, praticamente tudo que está à venda nas papelarias. Querem me deixar louca, me levem a dois lugares: livraria e papelaria.. hehe

Essa paixão começou por causa do meu pai, que desde pequena me incentivou a desenhar e foi quem me iniciou no mundo das artes, assim como a minha mãe me apresentou o mundo literário. Meu pai era artista plástico e desenhava MUITO!! Era também diagramador de um jornal daqui de Porto Alegre, na época em que tudo era praticamente manual e artesanal. Além de ser amante de pintura, fotografia, serigrafia, etc. Ou seja, tudo que ele amava, eu também passei a amar.

Obs.: Meu "pai" na verdade é meu avô, pai da minha mãe, mas foi quem me criou desde que nasci e foi a identidade paterna que tive na vida. Éramos tão grudados um no outro, parceiros e amigos, que eu cresci chamando-o de pai e ele me chamava de filha. Isso ficou tão arraigado que até hoje minhas tias esquecem que são tias e me tratam como a caçula da família. Infelizmente meu pai morreu quando eu tinha 13 anos. Mas foi inesquecível enquanto durou ;o)

Mirelle Candeloro
Nunca vou esquecer de um natal, quando tinha 10 anos e meu primo era recém nascido, "o novo bebê da família" e isso me deixava louca de ciúmes. Tinha um pacote enorme embrulhado em papel infantil que fiquei fitando a noite toda e reclamando que não era para mim. E meu pai pianinho, sem dizer nada. Quando chegou a hora de entregar os presentes, ele veio e deu o presente para mim. Lembro que fiquei toda boba de felicidade e me sentindo uma idiota pelo ataque de ciúmes. Quando abri, queria chorar de alegria. Era uma pasta, daquelas de plástico com alça que levamos para o colégio, sabem? E dentro tinha um milhão de réguas, canetinhas e canetas, lápis de cor, folhas para desenho, cola, tesoura, etc. Tudo aparentemente tão simples, mas que enchiam meus olhos de vida. Acho que foi o melhor presente que já ganhei! Sério!

Bom, fiz meus primeiros riscos no papel assim que consegui segurar uma caneta pela primeira vez. Tenho uma pasta enorme com todos os desenhos que fiz na infância, e é tão fofo ver a evolução do traço. Com meu pai aprendi a desenhar, a criar histórias em quadrinho e a ilustrar os livrinhos que criava. Mas naturalmente o meu traço era infantil e o que eu mais gostava de fazer eram bonequinhas.
Mirelle Candeloro
Durante a faculdade fiz um curso de estilismo e aprendi a desenhar croquis. Me divertia criando roupas novas. Além disso, amava escrever no meu diário e decorar as páginas com alguma ilustração que retratava o texto escrito.
Mirelle Candeloro
Mas fiquei anos sem desenhar. Fiquei anos sem ler. Fiquei anos sem escrever. Digamos que o Direito matou o lado criativo que existia em mim. Tudo tão pragmático, racional, burocrático. Tudo tão mecânico e repetitivo. Mas alguns anos atrás conheci a prima do meu primo que desenhava mangás e chibis, e ela sentou um dia comigo e começamos a desenhar. Ela me ensinou alguns traços característicos desses desenhos e a inspiração aflorou novamente como que num passe de mágica. Foi bem na época em que eu estava lendo Como se livrar de um vampiro apaixonado pela primeira vez, porque lembro que pedi a ela que desenhasse a Jess e o Lucius para mim.
Mirelle Candeloro
Ter voltado a desenhar foi algo essencial para mim, porque pude aprimorar meu trabalho como designer de scrapbook digital. Comecei a fazer meus próprios desenhos, escaneava e depois os desenhava digitalmente no photoshop, algo que fez muito sucesso.
Desenho
Abaixo seguem alguns dos previews dos meus Kits mais famosos, com desenhos inspirados nas Monster High, Galinha Pintadinha e Meu Malvado Favorito.
Scrapbook Digital
Scrapbook Digital
Scrapbook Digital
Mas isso já é papo para outra história.. Hoje me sinto grata por estar tão ligada, de certa forma, a esse mundo criativo, seja do desenho, do scrapbook digital ou dos livros. Isso faz me sentir viva e conectada as pessoas que mais amo.

Espero que tenham gostado do post e de me conhecer um pouco melhor.

E vocês, quais paixões que os movem? Escrevam nos comentários! Quero saber também.

Abaixo segue o banner promocional da postagem, retirado do blog Depois dos Quinze, da Bruna Vieira.
 Paixões que nos movem

9 comentários

  1. Ameeeeeeeeeeei o seu, ja tinha lido o da Bruna e havia gostado bastante. Acabei fazendo um texto também, mas ainda não postei *-* super beijooos


    www.annecrisley.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Anne, que bom que gostou. Fico no aguardo do seu post. Beijos

      Excluir
  2. Eu achei que você não sabia desenhar (não pergunte porque eu pensei isso porque eu também não sei), como me enganei. Sério, seus desenhos são muito lindos!!! Acho que vou tentar desenhar uns bonequinhos assim também! Apesar de fazer curso de desenho de moda sou uma lástima pra desenhar pessoinhas. Paisagens e coisas do tipo até saem mas pessoas são meu grande problema. Essa semana comecei a aprender a desenhar corpinhos o/. Finalmente! Também sou louca por materiais escolares, essas canetas stabilo então...
    Amei seu penal, os desenhos, as fotos, os scraps <3, e a sua história e do seu pai então <3 <3 <3
    Minhas paixões são praticar esportes, já falei um monte de vezes que gosto de jogar né? Mas agora só posso jogar vôlei porque quando faço outra coisa fico com alergia e a coisa fica muito séria :'( Música é também é outra paixão, toquei na banda do colégio por 6 anos e esse ano infelizmente tive que abandonar por falta de tempo, uma pena, acho que vou chorar dia 07/09 quando vê-los desfilando e tocando.
    Amei o post <3

    Beijos, Greice.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Greice, nossa, que engraçado, estou tentando agora imaginar porque você pensou que eu não sabia desenhar.. de onde será que veio isso? kkk que engraçado. Que bom que você conseguiu aprender a desenhar os corpinhos. Quando eu fazia os croquis já tinha um modelo de boneca pronto que usava. Xeroquei ela diversas vezes e depois só desenhava a roupa por cima mesmo.. hehe Eu ao contrário de você tenho problemas em desenhar coisas, animais e paisagens.. hehe
      E claro que me lembro que tenho uma amiga esportista, mas que ruim essa sua alergia, também morro de alergia se suo, é um caos. Não sei se é esse seu caso, mas fico impedida de fazer muitas coisas por isso. Amo demais vôlei, já joguei bastante quando era guria e sinto muita falta. E sempre gostei de música. Já participei do coral da escola, mas sempre fui muito tímida e dava para trás nas apresentações e deixava todo mundo na mão tadinhos. Nossa, que pena que você teve que sair da banda, sinto muito. É triste quando temos que deixar de lado coisas que gostamos. Beijocas.

      Excluir
  3. Nossa, realmente muito bom.. Você escreve e desenha muito bem.. Parabéns pelo trabalho!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada pelo carinho Wesley. Beijos

      Excluir
  4. Ô que linda sua relação com sua família *-* Ai era aqueles estojões?
    Eu amavaa *-*. Li teu texto e gostei muitoo de te conhecer. E bem, eu fiz o texto também, caso queira ler o link: http://apartirdos23.blogspot.com.br/2013/08/paixoes-que-nos-movem.html
    Ahh e se quiser: Twitter: @LuaRamona bjuu

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie, não, na foto aquele não é o estojão, mas já tive vários deles e também adorava.. kkk Obrigada pela visita e pelo carinho. Beijos

      Excluir
    2. *-* de nada. volto sempre ;)

      Excluir