Curiosidade - Saibam como a Editora Rocco comprou os direitos do livro The Cuckoo's Calling

Oi gente, vocês já perceberam que o burburinho dessa semana ficou por conta  da grande revelação do pseudônimo usado pela J.K. Rowling ao escrever o seu novo livro chamado The Cuckoo's Calling.

Esse é o terceiro post que faço sobre o assunto. Para quem está por fora, sugiro que leiam os outros dois.



Já discutimos sobre as hipóteses do que deve ter acontecido com o Chris, com a Judith e com o Editor do Sunday Times que confirmou a autoria do livro.. mas a dúvida que não queria calar era de como devia ter sido para a Rocco ao descobrir que estava com uma preciosidade nas mãos?! Alguns leitores e eu ficamos imaginando a festa que não deve ter rolado entre a equipe. Queria ser uma mosquinha para estar no momento em que todos descobriram a verdade.

A leitora Laís Souza me enviou um link de uma reportagem do jornal O Globo, feita pelo Maurício Meireles, em que conta detalhes sobre a compra dos direitos autorais do The Cuckoo's Calling pela Editora brasileira.

Transcrevo abaixo. Vale a pena conferir:

"RIO - Bem que Paulo Rocco, diretor da editora que leva seu sobrenome, achou estranhas as exigências do contrato daquele escritor estreante. Robert Galbraith, autor de “The cuckoo’s calling”, era representado na negociação pelo inglês Neil Blair, o mesmo agente literário de J. K. Rowling. E o agente, diz Rocco, era minucioso demais com as cláusulas sobre os royalties das vendas. O editor ironizou a situação com a equipe: — Estão tratando esse livro como se fosse da J. K. Rowling! E era. A revelação veio no domingo passado: Robert Galbraith, na verdade, é o pseudônimo que a autora inglesa usou para publicar o romance policial comprado pela editora carioca. Rocco soube por um amigo, e lembrou que o livro já era seu. Na segunda-feira, pediu para a equipe guardar segredo, mesmo diante dos boatos que já circulavam no mercado. A revelação oficial só veio na sexta-feira. Como se a notícia não pudesse ficar melhor, ele foi informado pelo agente que “The cuckoo’s calling”, ainda sem título em português, é o primeiro de uma série, cujo segundo volume deve sair já no ano que vem. O primeiro, promete o editor, sai por aqui em novembro, com tradução de Ryta Vinagre, a mesma tradutora de “Crepúsculo”. — Foi engraçado. Comprei o livro porque achei a história boa, ia lançá-lo só em 2014. Não nos disseram quantos livros a série vai ter — diz o editor carioca. A negociação começou em janeiro, por e-mail. A Blair Partnership, agência de Neil Blair, escreveu aos editores brasileiros, pedindo que eles fizessem ofertas pela obra até às 18h do dia 26 de fevereiro. Rocco diz que fez uma oferta cara para um autor estreante. Mas o preço acabou saindo “muito barato” para uma autora do porte de J. K. Rowling, diz o editor, sem revelar cifras. — Só posso dizer que fizemos uma oferta bem significativa para um autor desconhecido — diz Rocco. A agência literária da escritora procurou editoras brasileiras que haviam participado do leilão de “Morte súbita”, ano passado, no qual a Rocco perdeu a autora para a Ediouro. Algumas rejeitaram a obra. A Record foi uma delas. Como Robert Galbraith era um desconhecido, a agência argumentava que a obra já havia sido vendida para vários países: Estados Unidos, França, Alemanha, Holanda e Rússia. A Rocco levou o livro na primeira oferta. — Eu não tive exclusividade. Acho que eles perceberam que eu acreditei no livro sem saber quem era o autor — diz Rocco. No mercado livreiro internacional, comprar um autor best-seller barato é algo impensável. Com a fusão de grandes grupos editoriais e a crescente competição entre editoras, o preço dos direitos de publicação costuma ser inflacionado. A regra é autores como Rowling irem a leilão. Muitas vezes, o livro é leiloado nas feiras internacionais antes mesmo de ser escrito. É uma loteria.
De 3 mil para 100 mil cópias
Por isso, a história tem tudo para virar um dos grandes causos do mercado editorial brasileiro. Paulo Rocco talvez tenha virado o único editor a ganhar na loteria duas vezes com o mesmo escritor. Vale lembrar que, no Brasil, foi ele quem comprou os direitos da saga “Harry Potter”, antes de ela fazer sucesso. A série já vendeu mais de quatro milhões de livros em todo o país. A expectativa é que “The cuckoo’s calling” seja um novo sucesso. — Íamos fazer tiragem de três mil. Agora vou fazer no mínimo cem mil — diz Rocco. A Blair Partnership controla de perto as ações das editoras com seus livros. Até o comunicado à imprensa com o anúncio precisou ser traduzido para o inglês e enviado para a aprovação da agência, que mudou o título do documento. A caixa de mensagens da editora já está cheia de recados de fãs de Rowling. E eles têm uma lista de exigências: papel pólen, capa dura e, se possível, que o lançamento seja antecipado para ontem." Fonte.

O melhor de tudo é saber que até o final do ano todos estaremos com nossos exemplares em mãos!! Achei muito engraçada a exigência que os fãs da autora fizeram nos emails enviados para a Rocco.
 
E vocês, o que acharam?

18 comentários

  1. É... Espero que ele faça um trabalho muito bom com esse livro. Que não o trate como fez com Harry Potter. Para colecionar, preciso comprar cópias novas. É um horror!
    Vou acabar comprando em inglês mesmo e lendo dessa forma.
    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Engraçado que faz tanto tempo que li HP e nunca mais os peguei que não me recordo de serem tão ruins em termos de edição. Mas quem sabe um dia leio em inglês?! Ia adorar.. hehe Beijos

      Excluir
  2. Ah adorei a matéria Mi! Legal saber que compraram os direitos antes do burburinho .. kkk
    Eu particularmente não compro nenhum livro da Rocco (exceto Harry Potter) porque os preços são exorbitantes, então .. me recuso a pagar R$50,00 num livro :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é Mari, não entendo porque algumas editoras insistem em lançar preços nas alturas, como por ex. os livros da Marian da Bertrand e os livros da Sophie da Record. Sempre uma fortuna. Também não compro livros caros, só quando estão na promoção. Beijos

      Excluir
  3. Nossa a Rocco tirou realmente a sorte grande supostamente investindo em um 'autor desconhecido', vai ganhar milhões e milhões com a obra, porque muita gente que não sabe ler em inglês -assim como eu infelizmente ): mas pretendo aprender em um futuro bem próximo- já se encontra esperando ansiosamente pelo livro. Achei certíssimas as exigências enviadas à Rocco pelos fãs pois, estamos repletos de livros que são obras excelentes e ao serem feitas as versões para o português são feitas de qualquer jeito, com error grotescos na tradução e tudo o mais. Eu realmente espero que a Rocco dê uma caprichada, estou pensando até em mandar alguma coisa pedindo para eles capricharem na edição slakdaskdjsalkjd não sei. Enfim, adorei o post (:

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é Lorena, quem sabe se todos nós nos manifestássemos, eles resolvessem caprichar nessa edição.. meu medo é que tanto capricho faça com que o preço suba ainda mais, já que eles tem péssima fama em relação a isso.. hehe Beijos

      Excluir
  4. Eu sinceramente achei brecha falarem, acredito que seria mais legal que depois que todos leram falassem.
    vestindo-ideias.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, com certeza seria.. na verdade a intenção é que ninguém descobrisse.. mas.. as pessoas não aguentam uma boa fofoca.. se nem um advogado se segura, em quem confiar? Aff. Beijos

      Excluir
  5. Eu adorei a reportagem Mi!
    Que sorte que ele deu; comprou os direitos de uma iniciante caro e acabou levando uma editora experiente no barato! kkkkkkk
    Cara ele deve estar sem acreditar na sorte que teve ate agora!

    Beeijinho. Dreeh
    Livros e tudo o que há de bom

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É bem como ele disse né, ganhar na loteria duas vezes. É muita sorte. Pelo menos achei legal o fato dele ter gostado e apostado no livro, independente do autor que o escreveu.. diferente das outras editoras que o recusaram e devem estar cortando os pulsos agora.. kkk Beijos

      Excluir
    2. É verdade.
      Imagina achar que voce esta dispensando 'ninguém' de depois descobrir que era a J.K. Rowling?! É realmente para se matar.
      Achei muito legal ele realmente ter apostado no livro. Só podemos dizer que acreditar em novas estórias é recompensante não?! rs
      beijos

      Excluir
    3. Verdade Dreeh, acho que mais do que nunca os Editores brasileiros se deram conta disso.. hehe Beijos

      Excluir
  6. Acho que a maior surpresa na literatura nesse ano foi essa novidade.. Ninguém esperava nem imaginava que isso fosse acontecer, a J.K. Rowling surpreendeu ps leitores, pensando em tudo, em até mesmo na publicação kkkk

    Abraços
    www.entrepaginasdelivros.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, esse foi o acontecimento do ano.. kkk Beijos

      Excluir
  7. Dando as caras novamente :D
    Esse é um homem de muita, mas muita sorte mesmo. E esse é um momento em que vemos como um nome famoso ganha o mercado, às vezes o livro nem é bom mas só por causa do escritor todo mundo se mata pela publicação. Só porque não era alguém conhecido rejeitaram. Deus o livre se soubessem que esse livro era da J.K.
    Achei interessante essa coisa de que as histórias são arrematadas em leilões, não fazia ideia de que isso acontecia assim, adorei saber.
    Ahh e as exigências dos leitores! Capa dura? Os livros da Rocco já são caros em Paperback imagina em capa dura. Tudo bem que ficaria lindo e muito mais chique né. Por que eles não fazem uma edição linda de Capa dura para HP igual à dos EUA?? Sinceramente, a nossa edição é bem pobrinha.

    Beijoos, Greice.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É realmente triste ver como um "nome" é valorizado, e não o seu talento. Vemos isso diariamente em tudo que é ramo.. por isso que por um lado achei legal ele ter comprado os direitos por ter gostado do livro, da história, e não por quem o escreveu. Também não tinha ideia de que alguns livros eram arrematados em leilões, que bizarrice, né!? Vixe, nem fala, tenho até medo do preço que o livro será lançado no Brasil, principalmente se a Rocco caprichar demais.. kkk Beijos

      Excluir
  8. gente deve ser um livro ótimo mesmo hein? E vai ser em capa dura, só rezo para que a rocco tenha dó dos leitores, porque já fico imaginando o preço D:

    Abs,
    muchachoonline.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também fico rezando por isso.. hehe Beijos

      Excluir