Resenha - O Futuro de Nós Dois

"É 1996, e menos da metade dos alunos das escolas de ensino médio nos Estados Unidos já tinham usado a internet. Emma acaba de ganhar o primeiro computador e um CD-ROM da America Online de Josh, seu melhor amigo. E ao instalar o programa, logo no primeiro acesso, descobrem que acabam de entrar no Facebook, dali a quinze anos. Todos se perguntam como será o futuro. Josh e Emma estão prestes a descobrir..."
Oi gente, hoje trago para vocês a resenha do livro O Futuro de Nós Dois, de Jay Asher e Carolyn Mackler. Não pretendia ler este livro agora, mas essa semana li tantas resenhas positivas sobre ele que simplesmente não me aguentei e passei o livro na frente de vários outros. Ainda bem que fiz isso, porque simplesmente amei a história.

O que vocês fariam se pudessem dar uma espiadinha no futuro? E se de repente vocês não gostassem do que vissem? Vocês mudariam alguma coisa? 

Convido vocês para voltarem comigo para o ano de 1996, época em que a internet começava a se popularizar nas residências, em que ainda nem existiam redes sociais, em que precisávamos esperar uma eternidade para fazer um download enquanto nossas linhas telefônicas ficavam ocupadas (sim jovens leitores, isso um dia existiu..kkk). 

Emma até então era uma menina como outra qualquer, mas sua vida virou de pernas para o ar quando seu vizinho e ex-melhor amigo Josh apareceu em sua porta com um CD de instalação da AOL, que dava 100 horas de internet gratuita para quem se registrasse. 

Logo depois de instalar o CD e se conectar na internet, Emma acessou um site chamado Facebook, do qual nunca tinha ouvido falar (afinal, ele ainda não existia). De início não entendeu o funcionamento e o objetivo de tal site. O que era feed de notícias, status, solicitação de amizade, cutucar?? Por que as pessoas escreviam coisas insignificantes como "Hoje comi macarrão com queijo." e expunham suas vidas sem nenhum cuidado ou receio?

Mas o que mais chocou Emma foi perceber que todas as informações que ela lia eram referentes a uma pessoa que tinha o mesmo nome que ela, que tinha estudado na mesma escola dela e.. peraí.. era igualzinha a ela, mas um pouco envelhecida, com provavelmente 15 anos a mais. Como isso era possível?

Desesperada, Emma chamou Josh na esperança de que ele esclarecesse os fatos e confessasse que tudo não passava de uma pegadinha, mas Josh ficou ainda mais confuso que Emma, principalmente depois de descobrir que também tinha uma página com seu nome nesse tal de Facebook

Depois de algumas constatações peculiares, Emma e Josh não puderam mais negar o ocorrido. Eles tinham de alguma forma conseguido acessar informações privilegiadas sobre si mesmo e sobre o futuro de outros conhecidos por meio do Facebook. O problema é que, ao contrário de Josh, Emma descobriu que não era feliz, que tinha um casamento fracassado e que estava desempregada. 

Emma se recusava a se contentar com um futuro miserável e infeliz. Ela estava decidida a mudar a sua história. Porém, como todos sabemos, o futuro é instável e se modifica a cada instante, de acordo com as atitudes que tomamos (ou deixamos de tomar) e com os nossos pensamentos. Mas o que Emma e Josh não sabiam é que tudo está conectado e que uma pequena atitude tomada por um deles poderia criar reverberações cataclísmicas na vida de ambos e dos demais.

Isso ficou mais do que óbvio quando Emma resolveu jogar o Jogo do Recarregar e brincou com os sentimentos de Josh e com o universo ao tomar uma atitude impensável que seria responsável por mudar definitivamente o futuro dos dois!! Querem descobrir o que aconteceu? Leiam!!

***

O Futuro de Nós Dois é um livro muitooo fofo!! Super leve, divertido, e rápido de ler. Ele não só cumpre sua função de entretenimento como também nos faz refletir sobre as nossas vidas e sobre como estamos à mercê das tecnologias e alienados vivendo constantemente no passado ou no futuro. São pouquíssimas as pessoas que conseguem viver o momento, apreciar o presente. Eu pelo menos estou constantemente pensando no amanhã, fazendo listas de tarefas, planejando coisas e vendo meus dias passarem sem efetivamente vivê-los. Acho que somos "treinados" a viver assim desde que nascemos, afinal, a vida é tão corrida hoje em dia que precisamos estar sempre um passo a frente para não sermos engolidos.

A premissa do enredo é simplesmente fantástica. Quando terminei de ler fiquei pensando "E se quando eu tivesse 16 anos descobrisse como a minha vida seria hoje em dia. Será que eu mudaria alguma coisa?". Sinceramente, acho que sim.. mas até que ponto as mudanças que eu teria feito há 12 anos atrás me trariam consequências positivas hoje? Nunca irei saber, pois a vida é uma caixinha de surpresas e se formos sempre pensar em absolutamente tudo o que fazemos com receio de como as nossas atitudes irão reverberar em nossos futuros, como Emma e Josh fizeram boa parte da história, simplesmente deixaremos de viver o aqui e o agora.

Ok, não devemos ser inconsequentes, atirar as mãos para o alto e torcer para que tudo dê certo. Devemos simplesmente ter ciência dos efeitos de nossas condutas e pensamentos e arcar com as consequências dos nossos atos, doa a quem doer. Nesse sentido, posso dizer que o livro pisou no meu calo e me tocou profundamente, porque todas as reflexões ali levantadas serviram em cheio para mim (adoro quando isso acontece..hehe).

Agora, pausa para a sessão nostalgia!! Preciso confessar, fiquei lendo o livro dando gritinhos quando os personagens falavam de coisas que fizeram parte da minha vida e que na época nem eram grande coisa para mim.. nossa, desenterrei as lembranças do meu primeiro computador e das salas de bate-papo que frequentava, que foi coincidentemente em 1996, como na história. E aqui, quem também dançou Macarena, ou usou frufru no cabelo além de mim?? Quem aqui lembra do discman, do videocassete, do barulhinho que fazia quando conectávamos a internet discada?? kkkk Direto do túnel do tempo!! Sério, me diverti lendo sobre isso e me dei conta de que naquela época nunca imaginei os avanços tecnológicos que estariam à disposição da gente hoje em dia. Nunca sequer pensei que fosse possível acessar a internet pelo celular e muito menos que iria me viciar em redes sociais ou teria um blog. E simplesmente não consigo mais viver sem isso. Como consegui naquela época?? hehe

Voltando ao livro, não me recordo de um dia ter lido um livro escrito por dois autores, acho que é a minha primeira vez. Não sei como funciona, se cada um fica responsável por determinadas cenas ou se cada um fica responsável por dar vida a personagens diferentes. 

No caso de O Futuro de Nós Dois, a história segue uma ordem cronológica de acontecimentos, mas é narrada em primeira pessoa de forma alternada por Emma e Josh. Os personagens são muito bem construídos e criei uma empatia muito grande com eles. Adorei o final, na verdade torci por ele e teria ficado muito chateada se tivesse terminado de outra forma.

Foi muito interessante acompanhar as repercussões que a descoberta do futuro causou na vida de Emma e Josh. Além de ter servido para reaproximá-los, porque desde o "incidente" eles mal se falavam, fez com que eles sopesassem o que de fato eles almejavam para as suas vidas.

Um livro criativo e viciante e uma leitura que super recomendo!!

O Futuro de Nós Dois - Jay Asher e Carolyn Mackler
Editora Galera Record
384 páginas
Comprar: Saraiva

73 comentários

  1. Oi Mirelle
    Eu tenho este livro na minha lista de desejados.Não sei quando irei comprá-lo. Quero que seja bem rápido por que sua resenha me deixou mais curiosa do que eu já estava, pois o livro me conquistou logo quando vi a capa dele.
    Bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O livro é muito fofo. Ele me conquistou de imediato pela capa e pela sinopse, mas me apaixonei pelo desenrolar da história. Espero que você possa ler logo e que também goste. Beijos

      Excluir
  2. Resenha Fantástica!

    Mais um livro para a lista. Já tinha interesse nele antes mas agora...
    Em 1996 eu nem era nascida ainda, então nem sei o que era esse AOL que tanto falam. Mas lembro que a 2 anos atrás eu ainda usava internet discada e era muito legal escutar aquele barulhinho da conexão, lembro que só usava nos fins de semana porque era de graça, meu pai achava baboseira internet mas aí era preciso para a escola e eis que aqui estou, conectada dia e noite. Sinto que ficar direito nos meios virtuais me come muito tempo e acho que muitos prazeres da vida. Às vezes nem converso direito aqui em casa porque fico na internet e sei que preciso mudar esse hábito mas é difícil.
    E sinceramente não sei o que faria se pudesse ver meu futuro, nem sei se eu gostaria de vê-lo, talvez. Mas mudando uma coisa aqui posso afetar outra coisa lá.

    Eu sempre tagarelando um monte rsrs. Amei a resenha Mi.

    Beijos, Greice.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A AOL é a america online, um provedor de internet da época.. hehe Viu só por que gostei do livro? Justamente porque ele desenterra momentos que vivemos no passado e que ficaram nas nossas lembranças, além de nos fazer refletir sobre o futuro, justamente o que você fez no comentário.. hehe talvez ele não te bata tão fundo como foi comigo por você não ter vivido essa época e não conseguir se identificar com as coisas que os personagens viveram (apesar de que você é uma menina inteligente e sensível e com certeza detém o poder da abstração para conseguir entender a relevância do tema), mas de qualquer forma vai te fazer refletir sobre sua vida, sobre suas escolhas e sobre sua época de escola. E como assim tu ainda não tinha nascido em 1996? Minha nossa, me senti a velha caquética agora.. kkkk Beijos linda!

      Excluir
    2. apesar de que você é uma menina inteligente e sensível e com certeza detém o poder da abstração para conseguir entender a relevância do tema. Nossa! Que alegria ver uma coisa dessas. Meu pai estava aqui olhando aí mostrei o que você escreveu e ele ficou me olhando kkkk.
      Sim eu não tinha nascido em 1996 ainda, vou te dizer que tenho 15 anos,nasci em 1997, 16 só no próximo mês e essa da velha caquética me fez cair na risada aqui kkkkkk. Mi você é uma figura! Beijão!

      Excluir
    3. kkk essa foi boa.. e a cara que ele fez foi boa ou ruim?? kkk Greice, 15 anos?? Não creio!! Minha nossa, você é tão madura, tão cheia de opinião e ideias maravilhosas.. não que uma menina de 15 anos não possa ser, pelo contrário.. mas é que lembro dos meus 15 anos, as coisas não eram assim.. hehe Quando converso contigo me sinto falando de igual para igual.. hehe e olha que tô perto dos 30, hein?! hehe Sua fofa, te adoro! Beijão!!

      Excluir
    4. Acho que ele quase disse Que língua ela tá falando??? kkkkkk. Não que ele não tenha entendido mas é que ele não costuma ser apresentado a frases tão inteligentes rsrs. Ele ficou feliz com o comentário.
      Às vezes me sinto um pouco perdida nesse mundo rsrs, mas sorte minha que tenho amigas maravilhosas e que me entendem. Não que eu esteja dizendo que sou mais inteligente que essa ou aquela mas eu tenho um propósito na vida e com certeza não é estar grávida aos 17 anos, e acho que esse é o ponto em que sou mais madura, creio eu. Sei que depois que comecei a acompanhar os blogs literários e a realmente ler mais meu vocabulário aumentou e melhorou demais e por isso consigo conversar com gente mais velha (meu deus chamei você de velha kkkkkkk claro que não). Eu também te adoro, Muito!
      E não esqueço que te conheci por causa de uma resenha (de um livro que nem li ainda rsrs)

      Excluir
    5. kkk que figura o seu pai.. e sim, entendo perfeitamente o que você quer dizer.. acho que só por você ter outros objetivos na vida, mesmo sendo nova, naturalmente faz com que você se sinta um pouco deslocada com as pessoas da sua idade.. isso é normal. Por um lado é bom, porque daqui alguns anos enquanto seus colegas ainda estarão remando, você já vai ter chegado na praia. Mas você também deve cuidar para não pular etapas.. é importante ter um equilíbrio.. saiba também curtir a sua vida descontraidamente em alguns momentos, porque o tempo passa rápido e não quero que você se arrependa de algo que deixou de fazer.

      Quanto aos livros, é incrível como eles acrescentam as nossas vidas. Nos tornamos mais maduros, passamos a ter uma visão crítica da vida, nos deixam mais criativos, cultos, aprimoram nossa escrita, reflexão, argumentação, sinapse, vocabulário.. nossa, tantas coisas.. E tem gente que ainda não gosta de lê.. não consigo entender.. não sabem o que perdem.. Que bom que você percebe isso desde logo, e você só tem a crescer.

      Ok, vou deixar o "velha" passar.. kkkkkkkk mas brincadeiras a parte, no fundo sei que não sou velha, mas acredite, muitas vezes me sinto, principalmente quando olho para trás e percebo o quão distante estou dos meus 15/20 anos e como aconteceram coisas de lá para cá. Queria muito ter a sua cabeça quando tinha a sua idade.. teria me poupado muito trabalho.. kkkkk mas as coisas são como são.. hehe

      Nem me fala, sou muito grata aos blogs. Conheci tanta gente legal por meio deles que só tenho a agradecer.. e você é mais que especial, pois foi minha primeira leitora assídua.. adoro receber tuas visitas e ler teus comentários.. e bater papo e trocar ideias.. hehe Beijão

      Excluir
    6. E gente, não fiquem com ciúmes hein, meu coração é grande e tem espaço para todos vocês. Tenho um carinho especial por cada um dos meus leitores, pois cada um é diferente do outro e desenvolvi relações diferentes e especiais com cada um.. vocês não imaginam como alegram meu dia quando vejo seus recadinhos por aqui <3 Adoro todos vocês!!

      Excluir
    7. Essa conversa toda me fez lembrar que fiz um trabalho em grupo, escrito, mas eu escrevi praticamente todo o trabalho sozinha. E então o professor de Filosofia resolveu corrigir durante a aula. Ele leu o nosso trabalho aí olho para gente e disse: Quem escreveu a conclusão? Eu pensei, putz. Respondi Fui eu. Aí o meu amigo olhou pro professor e disse: Ela lê livros kkkkkkkk. Então o professor fez umas perguntas para ter certeza de que eu não tinha copiado a conclusão da internet. Na hora fiquei tensa mas como não copiei nada não tinha o que temer e pelo que vimos, tiramos um 10, uhul!

      Pois é e como passa rápido. Pode deixar que não vou pular as etapas, tenho uma vida bem descontraída até mas eu acho que sou a única da minha turma que realmente se dedica aos estudos e como minha BFF penso não só no agora. Mas acho até que foi você quem falou que pensamos sempre no futuro e esquecemos de viver o agora.

      Excluir
    8. Nossa, só imagino a cena, deve ter sido engraçado.. já passei por situações constrangedoras como essa no colégio e na facul, em que os profs. não acreditam que temos neurônios suficientes para fazer algo de qualidade.. kkkk
      É isso aí, aproveite bem sua vida e tente viver no agora, algo que é realmente difícil e acho que até hoje ainda não aprendi.. hehe Beijos

      Excluir
  3. A sinopse dele por si só ja tinha me conquistado, mas agora.. Sua resenha ficou muito boa, e passou tudo aquilo que eu já imaginava do livro!
    Eu ganhei o meu primeiro computador um pouquinho mais tarde, no ano 2000, mas tudo isso se encaixa perfeitamente a mim tambem rs tirando o fato de que povavelmente eu era bem mais nova do que os pesonagens. Eu tive um cd da AOL, eu ocupava a linha telefonica, e odiava quando o barulhinho da discagem nao seguia o roteiro levando ao som de conectado! Tive walakman, aluguei fita cassete kkkkk quanta velharia junta!
    Mas agora imagina se eu pudesse mudar o meu futuro! CEUS! Acho que ficaria neurotica, afinal de contas nao ia poder ter certeza sobre como as minhas atitudes afetariam o futuro.. enfim. as vezes eu acho o facebook exagerado, escrevemos - eu me incluio nisso - coisas desnecessárias nele. E não sei como eu reagiria se descobrisse ele a 13 anos atras!

    acho que nunca escrevi tanto em um comenario! kkk
    mas realmente comecei a pensar em 10mil coisas aqui.

    Beeijos, Dreeh.
    Livros e tudo que há de bom

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Viu só Dreeh, amei esse livro por isso.. ele nos faz pensar muitooo.. hehe e olha que você ainda nem o leu! hehe Espero que goste. Beijos

      Excluir
    2. Acho que quando finalmente ler terei que esperar um mês para escrever a resenha dele, senão ele vai ter páginas! kkkkkk
      Se no proximo mês eu não ganha-lo de aniversário, irei compra-lo!
      Sai vamos ver no que vai dar rsrs

      Excluir
    3. kkkkkkkk foi realmente uma tarefa muito difícil para mim (escrever a resenha dele).. espero que você consiga lê-lo logo!! Beijos

      Excluir
  4. Quero muitoooooooo ler esse livro!!!! Realmente, é um baú do túnel do tempo, só nostalgia rsrs

    Ai o discman (ainda tenho o meu aqui guardadinho rsrs), o videocassete (toda uma vida para rebobinar a fita) e a fita de música (alguém tem Bic para facilitar voltar para o começo?), do barulhinho que fazia quando conectávamos a internet discada (é um barulho de burro entalado rsrs)... ô saudade!!

    Beijos,
    Myris
    http://www.nacabeceiradacama.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente, só quem viveu naquela época para saber a importância de uma Bic.. kk adorei!! Beijos

      Excluir
  5. Oi Mi, tudo bem lindona?

    AH esse livro é muito amor né? Não li a resenha toda pq. faltam 100 páginas, eu acho, para eu terminar o livro. Estou no momento que eles acabaram de brigar (novamente) haha
    Eu tô gostando muito do romance em geral e do pano de fundo do livro, nessa época eu tinha 6 aninhos, mas lembro da onda da internet discada, rsrs

    Bjs

    Pah, Livros & Fuxicos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Pah, esse livro é mega fofo. Confesso que o lance do romance apesar de ser bonitinho foi o que menos me chamou atenção. Eu adorei mesmo a proposta da história e a maluquice toda sobre pensar no futuro, cuidar com o que fazemos hoje para não reverberar negativamente amanhã, etc. Nossa, só 6 anos? Minha nossa, vocês estão me fazendo sentir cada vez mais velha!! kkkkk Beijos

      Excluir
  6. Vi esse livro no Skoob e pensei que seria legal lê-lo, exceto pelo fato de que, como só tenho doze anos, não acho que me identificaria tão bem com ele quanto qualquer adulto por aí. Ainda assim, está na minha lista de desejados e mal esperar para lê-lo.

    Kisses,
    Hannah - http://meu-mundo-hm.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi querida, apesar de você ser nova, acredito que irá conseguir se divertir com a história e se compadecer com o dilema vivido por Emma e Josh. Beijos

      Excluir
  7. Segunda vez que vejo uma resenha sobre esse livro hoje, e como disse no outro blog, não conhecia o livro desde então, mas adorei a resenha, é uma história bem diferente, então quero ler em breve.
    http://leituramagnifica.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente este livro tem sido muito comentado ultimamente. Justamente por isso que não resisti e resolvi lê-lo. Espero que goste. Beijos

      Excluir
  8. Oi!
    Adorei a resenha. Acho que você vai me fazer passar esse livro na frente dos outros! Haha
    Ele está aqui na estante só aguardando...

    BjO
    http://the-sook.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom saber! Espero que goste. Beijos

      Excluir
  9. Ai mi me deu a maior saudade daquele tempo, apesar que não voltaria kkkk.

    A resenha ta maravilhosa como sempre apesar de vc ter falado no face que não tinha gostado eu gostei muito.

    Claro que vou comprar esse livro pra ontem né.

    Beijos
    http://amantedaleiturabydrika.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, confesso que também fiquei nostálgica e saudosista, mas também não voltaria.. kkk Ai sua fofa, que bom que gostou da resenha, obrigada :o) Eu impliquei com ela porque sou extremamente crítica com tudo que escrevo e sempre acho que falta algo, especialmente nessa, porque não podia falar muito para não largar spoilers.. kkk Espero que goste do livro. Beijos

      Excluir
  10. Não resisti e comecei a ler também, mas ainda estou na página 70, estudos, estudos...
    O livro me conquistou pela capa e a sinopse, mas na opinião de algumas pessoas eu apenas via como "bom". Decepcionou um pouco mas não me impediu de começar a ler.
    Estou gostando até agora, não foi muito mas fluiu bem, adorei o estilo do título dos capítulos, ainda mais porque amo azul, rs. Não sabia de toda essa dificuldade para ter internet, a parte do telefone até que eu lembro, mas do resto nunca ouvi falar, nem era nascida. Mas ler desse "tempo" diferente, já que nem é tanto tempo assim, me agrada muito, conhecer mais de perto como era lá, por isso que adoro romances de época.

    SPOILER SPOILER SPOILER

    No começo eu achei que Emma e Josh fossem o casal que vão ficar juntos e apaixonados no final, mas não é essa a impressão que eu tenho até agora, mesmo com o ataque do Josh quando vê Emma e Graham juntos. E estou gostando deles apenas aqueles como melhores amigos que infelizmente se afastaram, o que se encaixa muito já que se trata sobre toda essa coisa de pensar muito no futuro, tomar as decisões certas, ter a chance de consertar coisas que deram errado e você se arrepende muito, enfim...

    Adorei a resenha, Mirelle! Espero gostar gostar tanto quanto você. Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é Duda, naquele tempo as coisas não eram fáceis para nós, não.. hehe E é curioso porque para você que não viveu naquele tempo deve parecer algo de outra vida, né?! E olha que nem faz tanto assim, como você mesma disse. Isso me faz pensar em como será daqui há 17 anos com o nível de tecnologia da qual dispomos hoje. Confesso que isso me assusta. Se já vivemos de forma alienada e artificial, o que será da gente daqui para frente?

      SPOILER SPOILER SPOILER

      Olha, você fez ótimas reflexões sobre o assunto, principalmente sobre os questionamentos a respeito das decisões "certas", de consertar as coisas que deram errado.. não posso falar muito porque você ainda tá muito no início, mas muitas coisas engraçadas, legais e reflexivas ainda vão acontecer.

      Espero que goste tanto quanto eu. Tente se colocar no lugar deles já que você não viveu em 96, tenho certeza de que conseguirá! Beijos

      Excluir
    2. SPOILER SPOILER SPOILER

      Já estou um pouco depois da página 100, estou avançando hahaha. É tão... diferente, eu acho. Ela procurando o "futuro marido" na lista telefônica, numa biblioteca e depois tirar fotocópias, comprar cartão telefônico...
      Hoje, quando não se sabe de uma pessoa procura justamente no facebook, kkkk
      É interessante pra alguém que não viveu em 96, estou adorando!
      Beijos

      Excluir
    3. Dudaaa, eu simplesmente amei essa cena da lista telefônica e do que ela faz com essa informação.. kkk acho que teria feito o mesmo.. hehe Viu só que loucurada, naquela época nós ainda usávamos lista telefônica.. kkkk Beijos

      Excluir
    4. Estou quase terminando :( E me matando pra comentar sobre tudo!
      Mas é melhor juntar tudo de uma vez. Ai ai, se eu pudesse faria um looooongo debate sobre esse livro, ótimo demais!! Pena que acaba muito rápido, você nem percebe.

      Excluir
    5. Ai, estou louca para saber a tua opinião!! Se quiser fazer um debate sobre ele super topo! Ia adorar.. adoro conversar sobre os livros que leio.. hehe Beijos

      Excluir
    6. Nem passei pra deixar minha opinião sobre o livro! Mas agora vai.

      SPOILER SPOILER

      Óbvio que vou começar sobre como amei o livro. Uma história bem diferente, tratando de questões sobre o futuro, suas ações de um jeito simples, divertido, como envolve o Facebook e eles não tem ideia do que é enquanto o mundo é praticamente viciado nele.
      Aquele medo da Emma e Josh passou com o tempo, e fiquei torcendo por eles.
      Não sei com quem peguei mais afinidade, Emma parecia se importar demais com a opinião dos outros, o desespero dela jogando todos os "futuros maridos" dela fora. Josh era mais sensato achando que não deviam tentar modificar nada, mas ele estava se importando demais com o conto de fadas dele. A Mulher perfeita, filhos, bela casa. Ele estava certo sobre não mexer, mas foi um pouco de egoísmo, se o futuro dele não fosse aquele, ele também ficaria um pouco maluco. A situação de Emma com o pai dela me lembrou de No Limite da Atração, mas não posso comentar muito porque iria vários spoilers, rs.
      A biblioteca, a lista telefônica, a internet, acho que rende uma ótima leitura para as pessoas que passaram na década de 90, bem que poderiam fazer um livro assim daqui a uns 15 anos, eu iria adorar sentir como é, relembrar as coisas que não precisamos mais fazer, etc.
      A gravidez da amiga foi um pouco chocante, ali tinha uma coisa muito séria, que eu acho que ela deveria tentar mudar sim, por mais que ela parecesse até feliz com a filha, ela estaria perdendo todo o futuro que ela tinha planejado, um futuro promissor. Emma lidou com a situação muito bem, acho. Quando Josh descobre que o irmão dele é gay, eu não sabia como ia ser a reação dele, hoje as pessoas ainda tem muito preconceito, não sei como era antes.
      O final não poderia ter sido melhor, gostei bastante, não me decepcionou nem um pouco. O livro mexe tanto com a noção do tempo, a história não gira em torno nem de uma semana direito! Outra coisa que achei bem interessante.

      Excluir
    7. Eba, que bom que gostou!! Achei esse livro sensacional. Amei aquela cena da biblioteca, da lista telefônica em que ela acha o telefone do primeiro marido e liga para ele para ter certeza de que nunca iriam se encontrar. Nossa, acho que se fosse comigo faria o mesmo. Mas é bizarro como em todas as vezes que ela tenta melhorar o futuro dela, ela acaba estragando, né?! Quanto a gravidez da amiga, achei uma situação muito delicada, porque ela realmente parecia estar feliz com a filha e acho complicado tentar mudar isso.. porque como o próprio Josh dizia, eles não podiam se apegar aos filhos porque cada vez podiam ter filhos diferentes, né?! E se ela contasse para amiga e lá pelas tantas no futuro ela tivesse um outro filho que não a dela e as coisas não fossem iguais? Quanto ao irmão gay do Josh, até agora não tenho certeza de se isso era real ou se era apenas uma tramoia do futuro, porque apesar de eu não ter preconceito, em momento algum tive a impressão do irmão dele ser gay.. sei lá.
      Mas sério, a história é surreal, né, nos faz pensar em tantas coisas.. imagina se isso acontecesse conosco hoje, se pudéssemos saber nosso futuro daqui a 15 anos. Será que mudaríamos?
      E gente, o que eram aquelas cenas deles lendo os posts no face? Hilárias, porque para eles pareciam coisas surreais, de ver as pessoas falando de banalidades e expondo suas vidas, coisa que justamente fazemos hoje.. hehe
      Beijos

      Excluir
  11. Haha parece que vc amou mesmo,deu pra perceber pela resenha!

    Parece ser um daqueles livros que nos fazem refletir.

    Eu não vou negar que já desejei(e ainda desejo) ver meu futuro e tentar mudá-lo se não for do meu agrado.Mas ainda bem que isto não é possível por que seria um Deus nos acuda!

    Gostei de você ter feito esta resenha,pois eu estava com vontade de comprá-lo e já estava quase jogando no google"Resenha O futuro de nós dois,bem escrito e que me incentive a comprá-lo"rsrsrs acho que você entendeu o duplo trocadilho kkkkk

    Obrigada por incentivar-me na compra!

    beijos!

    eueminhacultura.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim Ka, amei demais porque o livro me fez pensar muitooo!! Principalmente em como eu era com 16 anos, os sonhos que tinha naquela época, se eles são condizentes com a minha vida de hoje, sobre o que quero para o futuro, etc. Eu também não vou negar que gostaria de saber sobre o futuro, mas morro de receio de entrar na piração da Emma e do Josh, e acho que isso aconteceria.. hehe Espero que você goste do livro tanto quanto eu! Beijos

      Excluir
  12. Tudo o que posso escrever agora é: Quero ler esse livro!! RSRSR
    Bjs
    http://eternamente-princesa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Sou de 1995 então só tinha 1 ano no tempo em que se passa esse livro,nesse caso seria ótimo ler e saber o que acontecia ao meu redor e eu nem me dava conta.
    Otima resenha,adorei
    Beijoo Mi ;)

    http://melanciapink.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade Ju, é uma ótima oportunidade para você descobrir como era aquela época.. apesar de não fazer tanto tempo, parece que você lerá sobre o século passado.. kkk Beijos

      Excluir
  14. Haha bom, como nasci em 95, nao vou experimentar essa sensação de nostalgia que voce vivenciou, mas a sinopse chamou minha atenção e só tenho lido elogios sobre a obra. Entrou pra minha listinha de desejados!

    Beijokas
    escolhasliterarias.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, mas não faz mal.. basta você deixar a criatividade fluir e se imaginar naquela época.. hehe Beijos

      Excluir
  15. Eu adorei a ideia da reflexão...essa de túnel do tempo é muito boa, como sou de 74...estava justamente nessa de reflexão de enxergar as coisas simples e belas da vida...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que legal Mi, você tem a idade do meu marido. Com certeza você vai lembrar mais coisas dessa década e vai se divertir.. hehe Beijos

      Excluir
    2. É um quase quarentão então idade crítica... não me sinto jovem e não me sinto velha...não tenho atitudes infantis e não me sinto madura o suficiente, quem sou???Reflexões de uma manhã de domingo (escrevendo o que penso porque essas meninas escrevem demais e o top comentarista está ameaçado...kkkk)Podia incluir um chat aqui, estamos nos enturmando...ia ser legal!!!

      Excluir
    3. Ai Mi, então o que resta para mim, se na tua idade você ainda tem dúvidas?? kkkk Eu as vezes me sinto nova, as vezes me sinto velha, dependendo da circunstâncias.. Difícil hein.. Ah, pois é, ia adorar se tivesse um chat aqui.. hehe tá sendo tão legal, as meninas interagindo comigo e entre elas mesmo, se conhecendo, trocando ideias! Amo!! hehe Beijos

      Excluir
  16. Laís Souza14/06/2013 13:02

    Nossa, você publicou a resenha de "O Futuro de nós dois" (ontem eu não consegui vir aqui, tudo corrido, dia louco, coisa esquisita). E falando bem, como todas as resenhas desse livro. Estou achando super engraçado o pessoal nos comentários se referindo a 1996 como "aquela época", com um quê de tempo distante. Eu uso esse termo para me referir aos anos 80, quando "Os Goonies" era a febre do momento e o pessoal vestia aquelas roupas coloridas. Eu era pré-adolescente em 1996 e lembro de tudo. Ás vezes eu acho que foi ainda ontem e sinto que esse livro vai me fazer mergulhar na nostalgia. De quando as boy bands eram um vírus mundial e a gente ficava ouvindo o barulho da discagem na hora de conectar a internet. Quem não pegou um CD da AOL? Aqui em casa, chegava direto. Fiquei saudosa só com a resenha, deve ser uma delícia ver tudo isso de novo. Mas a frase que mais me chamou a atenção foi: "Por que as pessoas escreviam coisas insignificantes como "Hoje comi macarrão com queijo." e expunham suas vidas sem nenhum cuidado ou receio?"
    Tenho pensado tanto nisso, que até diminui um pouco o meu tempo nas redes sociais. Juro, estou falando a verdade. Claro que eu não tenho birra, mas o Facebook me faz refletir muito sobre esse tipo de coisa. Sobre a vida que as pessoas "montam" na internet e a forma como parecem estar se expondo o tempo todo. Nós estamos querendo convencer quem do quê? O que é isso que estamos tentando obter? Está claro que tem alguma coisa esquisita nessa nossa forma de agir. Desconfio que eu vou gostar desse livro quando pegar nele. De verdade. Pra ser sincera, fiquei louquinha agora.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkk então, é que como nasci em 85, não pude aproveitar a década de 80. Fui curtir mesmo a de 90. E apesar de não fazer tanto tempo, se formos olhar para trás veremos o quanto as coisas mudaram em tão pouco tempo.. e isso faz com que a gente tenha a sensação de que o livro se passa em outro mundo.. kkk Quanto ao face, eu sou a rainha de postar comentários "non sense". Meu marido briga comigo por eu me expor demais. Sinceramente, acho que muitas pessoas fazem isso porque são simplesmente sozinhas. Numa vida como a que vivemos hoje, de muita correria e alienação tecnológica, não temos mais tempo de curtir a família e os amigos como antes, e a nossa chance de interagir é no mundo virtual. E por isso acabamos nos expondo de forma tão íntima e as vezes desnecessária com o intuito de criar um ambiente familiar no qual a gente se sinta em casa, acolhido, recebendo atenção e carinho. Sei lá, minha opinião. Espero que goste do livro. Beijos

      Excluir
  17. Antes de tudo, a capa é linda. E o conteúdo também! Li e amei o livro, é ótimo ♥ Beijos =)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A capa é mesmo muito fofa. Espero que goste do livro. Beijão

      Excluir
  18. Baaah Mi, nem lembrava que um dia existiu o cd da AOL com horas de internet de graça, e olha que eu tive!
    adorei a tua resenha, me deixou com muita vontade de ler o livro, relembrar coisas como internet discada ( eu nem reclamava de passar HORAS esperando um Download), video cassete, discman... etc, da possibilidade de poder espiar um pouquinho do futuro e ver como as coisas eram mais simples naquela época.
    enfim, vou comprar e colocar como o próximo da lista!
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É curioso que com o passar dos anos muitos detalhes vão sendo esquecidos e perdendo importância, né?! Você com certeza vai revivê-los lendo esse livro. Espero que goste. Beijos

      Excluir
  19. Esse livro parece ser mega fofo *-*
    Anos 90, anw ♥

    ResponderExcluir
  20. *---* Vai para minha lista de desejos :D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eba, mais uma para o time.. hehe Beijos

      Excluir
  21. Oi Mi, tudo bem?
    Ah, estou com tanta vontade de ler esse livro, por mais que eu não goste muito de romances e prefira distopias esse livro chamou muito a minha atenção. Com certeza esta na minha lista de desejados! Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ni, apesar do livro ter romance, ele não se foca apenas nessa temática. Acho que o maior atrativo dele é a reflexão sobre o presente e o futuro e sobre as escolhas que fazemos. Então acho que você pode ler sem medo. Espero que goste. Beijos

      Excluir
  22. Meu Deeus, Ó T I M A resenha (: fiquei super a fim de ler.

    ResponderExcluir
  23. Depois dessa o livro já está na minha listinha de livros pra ler este ano! haha
    Uau, a história parece ser fantástica, quero muito ler!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa, esse livro é demais! Gostei muito! Espero que você também goste. Beijos

      Excluir
  24. Nunca havia lido um livro que te prende de tal forma, e ainda por cima, retrata a decada de 90, falando principalmente da internet, algo que hoje muitos não vivem sem. Hoje em dia a internet se tornou o trabalho para uns, ou um meio de comunicação com outras pessoas que estão longe.
    O incrivel de ler esse livro, é parar para pensar em como nos tornamos dependentes disso hoje. Além do fato, de que uns vivem demais no futuro, ou em algum acontecimento do passado.
    É realmente dificil viver sem pensar "o que será que eu tenho para amanhã?" ou então "no futuro eu vou ser uma arquiteta, ou escritora.". Acho que o legal da vida, é viver sem ter certeza do amanhã. Você pode se programar para ler um livro, mas ai aparece um imprevisto, e o dia toma um rumo totalmente diferente.
    E esse livro me mostrou que não podemos programar nossa vida, o que na verdade da rumo a vida, são algumas escolhas que parecem pequenas hoje, mas no futuro podem ser significantes.

    Amei o livro!

    Carol xx

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa Carol, perfeitas as suas considerações, é assim mesmo!! Eu sou uma que sou extremamente controladora e tenho muita dificuldade de lidar com os imprevistos da vida. Então foi uma ótima lição que tive que aprender ao ler o livro.. hehe Que não podemos controlar o futuro, muito menos o presente.. hehe Beijos

      Excluir
  25. Desde que vi esse livro pela primeira vez na livraria me apaixonei pela capa. Ainda não tive oportunidade de ler, mas parece ser uma leitura bem agradável. Gostei, acho interessante quando livro é narrado por mais de um personagem. Tô super a fim de ler esse livro, muita coisa mudou de 1996 pra cá, e deve ser interessante olhar para esse passado não tão longe, espiando o futuro dos personagens, que seriam os dias de hoje.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, espero que você tenha oportunidade de lê-lo logo. É sim muito divertido voltar ao passado e relembrar como eram as nossas vidas em 96.. hehe Beijos

      Excluir
  26. MEU DEUS!!!!!!!! Agora que eu fui procurar uma resenha sua sobre esse livro, e encontrei....
    Eu achei que tinha amado mais do que o normal, mais vi que vc também amou muitooooooo, eu terminei ele semana passada, e ainda estou muito ligado ao Josh que é meu personagem favorito, e vc sabe que a Emma por várias foi insuportável, quando ela fez aquilo perto do final do livro com o Josh, eu quiz entrar no livro e bater nela!!! OK ( precisava desabafar) Amei sua resenha e queria muito que vc lesse uma resenha que eu fiz do novo livro do Matthew Quick the good luck of right now que a intrínseca vai levar anos para publicar ( pelo visto) Abraços...*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esqueci de deixar o link
      http://lumenseries.blogspot.com.br/2014/05/review-internacional-good-luck-of-right.html

      Excluir
    2. Oi Guto, nem fale.. também quis socar a Emma diversas vezes por querer ficar brincando com o futuro do Josh. Mas ainda bem que no final deu tudo certo. Você viu a entrevista que fiz com o autor? Beijos

      Excluir
    3. OK. Me sinto desatualizado agora!!! Não vi entrevista alguma!! Me passe um link plis!! Espero que ele tenha falado algo sobre o filme...rs

      Excluir
    4. Aqui Guto: http://www.recantodami.com/2013/08/entrevista-autor-jay-asher.html

      Beijos

      Excluir