Resenha - 72 Horas para Morrer

"Pior do que conhecer um Serial Killer, é um Serial Killer conhecer você! “O Carro pertence à sua namorada.” Com essas palavras, Júlio Fontana, delegado da pacata cidade de Novo Salto, tem a vida transformada em um inferno. Pessoas próximas começam a ser brutalmente assassinadas, como parte de uma fria e sórdida vingança contra ele. Agora, Júlio terá que descobrir a identidade do responsável por esses crimes bárbaros, antes que sua única filha se torne o próximo nome riscado da lista. 72 Horas para Morrer é uma corrida frenética contra o tempo, que prenderá o leitor do início ao fim."
Olá pessoal, aproveitei minha fase viciada em thrillers e resolvi ler 72 Horas para Morrer, do parceiro do blog Ricardo Ragazzo.

Numa cidade pacata do interior uma mulher é encontrada morta dentro de um freezer. Ela está oca, todos os seus órgãos lhe foram extirpados e em suas mãos ela carrega um vidro preenchido com formol e um pequeno embrião, seu filho.

É assim que começa esse thriller eletrizante cheio de mortes e suspense, e a única pessoa capaz de desvendá-los é Júlio Fontana, delegado local e indiretamente responsável por todos os crimes. Júlio descobre que se tornou alvo de uma arquitetada vingança e que todos ao seu redor se transformaram em vítimas em potencial.

O único objetivo do assassino é atingi-lo e fazê-lo sofrer e Júlio precisa correr contra o tempo para pará-lo e salvar seus amigos e sua filha Laura, sua maior preciosidade.

Mas nem tudo é o que parece ser. Júlio está prestes a enfrentar o pior dos seus pesadelos. Será que ele irá conseguir sair vivo?

***

72 Horas para Morrer é um livro curtinho e rápido de ler, tão cheio de mistérios que nos deixa vidrados do início ao fim, desesperados para que as pontas soltas sejam conectadas para que entendamos, afinal, o porquê de todos esses assassinatos.

O livro para mim foi extremamente pesado porque as mortes ali descritas têm um requinte de crueldade tão grande que tive a impressão de estar assistindo um filme de terror. Fiquei tensa do início ao fim e li o livro na madrugada passada, então em alguns momentos meu marido fez uns barulhos mais fortes mexendo em algo ou andando pela casa e eu acabei levando vários sustos.. hehe Estava mega compenetrada na leitura.

Gostei do desenvolvimento dos capítulos. A grande maioria foi narrada em primeira pessoa pelo delegado, mas existem várias quebras na estrutura do enredo, pois alguns capítulos apresentam cenas protagonizadas por outros personagens e outros, lembranças do passado. Eu particularmente adoro isso. Acho que deixa a leitura muito mais emocionante. Gosto quando o enredo não tem uma linearidade.

Aos poucos vários fatos vão vindo a tona e vamos descobrindo os responsáveis por trás das mortes. Mas quanto mais vamos avançando, mais confusos ficamos, mais dados são levantados e mais longe estamos de descobrir os reais criminosos. E posso dizer, sim, fui totalmente pega de surpresa no final e adoro essa sensação.

O livro é bom, mas poderia ser excelente. Não quero tirar o mérito do autor nem da obra, mas vocês sabem o quão sincera eu sou e não poderia deixar de falar do frustrante final que foi para mim. Novamente gosto de alertá-los para a minha impressão pessoal. Cada um tem um gosto e uma opinião e sempre incentivo cada um a ler os livros e tirarem suas próprias conclusões, mas quanto mais me aproximava do final, mais decepcionada eu ficava. Não porque o final é ruim, até acho que o autor conseguiu satisfatoriamente conectar todas as pontas soltas e dar uma explicação para a trama, mas talvez porque eu esperasse por outra coisa.

Mas o que mais me incomodou é que exatamente no final o autor transformou um thriller policial muito promissor em uma história de terror sobrenatural. Não sei se essa foi a ideia dele desde o início, se toda a trama simplesmente serviu de base para o que ele já imaginava para o fim ou se isso apenas lhe ocorreu mais para frente, mas não gostei da mudança de rumo na história.

Se de repente eu tivesse sido alertada sobre isso não tivesse criado expectativas e me decepcionado tanto. Acho interessante quando autores misturam gêneros literários, como a Camila Dornas fez em A Linhagem, só não achei que essa mistura valeu a pena em 72 Horas para Morrer. O final me lembrou muito o filme A Chave Mestra, e olha que curto muito esse filme, só simplesmente não achei que colocar sobrenatural só no final de um livro predominantemente policial foi interessante. Se talvez a história toda tivesse tido um toque de sobrenatural desde o início não tivesse sido tão chocante e estranho. Dá para entender?

Mas como disse o livro não é ruim, pelo contrário. Tirando a frustração com o final, adorei a escrita do Ricardo e o quão tensa ele me deixou, e também admirei muito a sua criatividade ao criar cenas de morte tão mórbidas e reais a ponto de sentirmos o cheiro de putrefação no ar.

Só posso dizer, leiam e tirem suas próprias conclusões, depois venham me contar o que acharam.

72 Horas para Morrer - Ricardo Ragazzo
Editora Novo Século
254 páginas
Comprar: Submarino

41 comentários

  1. Oi Mi
    Deixei meme pra você no meu Açucareiro
    http://oacucareiro.wordpress.com/2013/05/17/meme-11-coisas/

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada querida, vou lá ver ;o) Beijos

      Excluir
  2. Eu achava que este livro era apenas um policial, então acho que se eu fosse ler, também me decepcionaria como você, portanto te entendo perfeitamente.
    De qualquer forma, a trama parece ser interessante. Não leria agora, mas acho válido anotar aqui na listinha de futuras leituras.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que você entendeu.. se pelo menos estivesse esperando por isso não teria ficado tão embasbacada no final. Mas tirando isso o livro é bom e bem tenso, quem curte um policial vai gostar. Um dia quando tiver lido me diga o que achou. Beijos

      Excluir
  3. Nossa!
    Que livro tenso. Parece ser muito boa mesmo a estória mas com você disse essa de colocar o sobrenatural no fim destrói um pouco. Do jeito que disseste parece que durante a leitura você consegue quase que presenciar as cenas de morte, que horror. Achei legal que a resenha também ficou com uma clima mais pesado, pelo menos na minha visão, deixa um clima tenso no ar rsrs.
    Fiquei bem interessada na leitura.
    Beijos, Greice.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa, nem me fala, as cenas de morte foram muito fortes!! Tipo Jogos Mortais, sabe?! hehe Pois é, a resenha não tinha como ser diferente.. entrei no clima do livro.. kkk Que bom que gostou. Beijos

      Excluir
  4. Olá Mi
    Esse livro é maravilhoso do início ao fim!
    Tive a oportunidade de ler, como é um serial killer, você pode esperar de tudo nas cenas, e o Ricardo retratou muito bem uma mente doentia!

    Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, o Ricardo foi magistral ao retratar as mentes doentias dos assassinos, chega até a dar medo, pois sabemos que existem pessoas assim por aí. Beijos

      Excluir
  5. iiih vou colocar na minha fila

    bjs e um otimo fds
    http://www.compradoraweb.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espero que goste, depois me conte. Beijos

      Excluir
  6. Oi Mi!
    Esse livro não conseguiu me conquistar! rs
    Li algumas resenhas dele, mas assim como a sua, não me fizeram mudar de ideia. Acho que se eu começasse a ler, logo largaria.

    BjO
    http://the-sook.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Blake, é muito triste quando isso acontece. Mas tipo, não sei se você largaria logo de cara, porque eu não larguei, pelo contrário, me envolvi bastante com a história, se não fosse o final... Beijos

      Excluir
  7. Mi, eu adorei o livro do Ricardo, e concordo com você. O livro é ótimo, a escrita do autor é intensa, mas o final decepciona um pouco, mas isso não tira o mérito da obra.
    Sua resenha ficou excelente!
    Beijos

    Gustavo Valim
    Jantando Livros
    http://jantandolivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza Gus o final não tira o mérito da obra. Não adianta, isso foi impressão pessoal minha, mas tenho certeza de que muitos devem ter adorado a surpresinha do final. Fico feliz que tenha gostado da resenha. Beijos

      Excluir
  8. Eu estou com esse livro aqui em casa para ler que eu ganhei em uma promoção. Desde que li a sinopse dele fiquei bem interessada, e agora que você falou que da um medinho, me interessei mais ainda. Eu amo o filme A chave mestra e se lembra ele vou gostar.

    http://blogprefacio.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também amo o filme A Chave Mestra, estou louca para revê-lo um dia. Provavelmente você curta o livro então, espero que sim. Depois me conte. Beijos

      Excluir
  9. Oi Mi, curti sua resenha.
    O livro parece ótimo, e apesar de não ser meu tipo favorito de leitura confesso que fiquei curiosa quanto a leitura :)

    Beijos,
    http://www.segredosentreamigas.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia Ba, de repente você goste. Beijos

      Excluir
  10. Olá Mi!Bom eu já li este livro e concordo com você ele é um livro que lhe prende,mas sobre o assunto dele misturar o sobrenatural lá no desenrolar,eu achei magnifico,tipo achei bem interessante que me levou admirar o autor.Porem o final dele,aquele em que tudo foi resolvido e tal,eu não gostei,esperava outro final para o protagonista deste livro(Julio),não sei eu imaginei um final para ele totalmente diferente e não aquele,mas...apesar disto eu adorei o livro.E sim ele nos dá um pouco de medo com as cenas de assassinatos bem detalhadas(hahahaha).
    ADOREI sua resenha.E gostei muito dos seu ponto de vista sobre o livro.

    E como você disse:Teremos que ler para tirar nossas conclusões!E digo que eu achei este livro muito bem bolado!

    Beijokas Ana Zuky

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ana, realmente ele é um livro que nos prende demais. Que bom saber que você curtiu o toque sobrenatural do final. Confesso que eu não entendi o por que de eu não ter gostado se amo sobrenatural.. hehe Concordo, também queria um final diferente para o Júlio, não que ele não merecesse um final feliz, mas podia ter sido diferente.. hehe Obrigada pelo carinho, fico feliz que tenha gostado da resenha. Beijocas

      Excluir
  11. Fases. rs acho que to entrando em uma nova tambem rs,
    nao de thrillers como voce, mas to cansada dos romances e dramas que ando lendo enfim.
    é muito ruin quando nos decepcionamos com o final do livro. senti essas frustração ao ler @mor.. quando tudo parece que o livro vai ser perfeito... o autor acaba com todas as suas expectativas =/
    mas pelo menos foi um livro que voce gostou de ler, acho que isso sempre vale rs

    Beijinhos, Dreeh.
    Livros e tudo que há de bom

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Engraçado que tudo se resume a fases. Se a gente lê um livro que não condiz com a fase que estamos, pronto, vamos detestar a leitura por mais que ela seja boa.. hehe Mas quanto ao 72 Horas para Morrer, gostei sim, apesar do final.. hehe Beijos

      Excluir
    2. KKK realmente.
      por isso estou querendo ler livros antigos, vai que algum livro me surpreende positivamente agora rs

      Excluir
  12. Eu amo Thriller, mas pro final da fila...obrigada Mi...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkkk Ok, mas depois me fale o que achou quando tiver lido. Beijos

      Excluir
    2. Hoje estou a procura desse, engraçado né???Hoje eu necessito dele...vai entender...

      Excluir
    3. Nossa, engraçado mesmo, né?! Vai entender.. tem dias que é assim, que temos uma necessidade de ler determinado livro. Foi bem isso que aconteceu comigo quando parei tudo para ler O Futuro de Nós Dois.. hehe Beijos

      Excluir
  13. Sou apaixonada por filme, livros ... de terror! (Adoro o filme: a chave mestra), acho que entendi sua decepção e fiquei com bastante vontade de ler e tirar minhas prórprias conclusões (:

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom, fico feliz que tenha entendido minha resenha e meu ponto de vista e que ainda sim tenha ficado com vontade de ler o livro. Sou como você, adoro tirar minhas próprias conclusões, até porque sempre digo, não é porque eu me decepcionei com o final que outros leitores também irão. Beijos e boa leitura.

      Excluir
  14. Gosto de thillers mas curto mais os psicológicos... esses livros que descrevem meticulosamente uma morte não me atraem muito, principalmente porque sou muito medrosa! hahaha
    Então acho que não tenho coragem de ler.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Amanda, também prefiro mais os thrillers psicológicos, com poucas mortes, mas que sabem deixar a trama bem intensa.. hehe Beijos

      Excluir
  15. Super enredo de filme!!! Gostei muito,.do tipo, só ler a sinopse te deixa tenso!! To com um pouco de medo da descrição dos assassinatos, mas ainda assim, fiquei curiosa!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, com certeza esse livro daria um bom filme.. hehe Beijos

      Excluir
  16. Marquei ele no Skoob só pra caso tivesse a oportunidade de ler, eu leria. Nem lembrava bem do que se tratava, mas agora estou meio assim depois dessa parte "...transformou um thriller policial muito promissor em uma história de terror sobrenatural." Mas nunca se sabe, não é? Quando puder ler, lerei e tirarei minhas conclusões...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, não tenho como dizer se você ia gostar ou não, só lendo mesmo.. hehe Beijos

      Excluir
  17. Eu até queria ler 72 Horas para Morrer, porém isso que você levantou já tinha lido em outras resenhas e acabei desanimando. Não é um livro que eu compraria, não.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Monique, então, li o livro sem ter lido nenhuma resenha antes. De repente se tivesse lido e descobrisse a existência desse final sobrenatural não tivesse me decepcionado tanto. De qualquer forma o final não tirou o mérito da obra. Beijos

      Excluir
  18. eu AMEI o livro!!! Nossa que história! Ele escreve de uma maneira que te prende do início ao fim, e quando você pensa que descobriu quem é o serial killer, puuuuf vc está errada kkkkkkkkkkkkkkkk

    O final foi uma surpresa, mas não me desapontou. Vi que muitos suspenses/terror acabam assim, e como fechou todas as pontas da história, achei muito válido. Mas é o que você disse, vai da opinião de cada um!

    Conversando com o autor, ele me revelou que escreveu esse livro de trás pra frente e que a primeira ideia que ele teve foi do final ;) (não poderia deixar de dizer, Ricardo Ragazzo é um fofo! rsrsrsrs quem tiver a oportunidade de conversar com ele, verá!)

    Já me tornei fã e estou suuuper ansiosa pelo lançamento do próximo livro dele, que será ainda esse ano! \o

    Adorei a resenha Mi! Ótima como sempre!

    Beijinhos,

    Lu
    www.everylittlebook.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lu, fico feliz que tenha gostado tanto assim do livro. E obrigada por esclarecer a minha dúvida. Interessante saber que o autor imaginou primeiro o fim e depois teceu a história para chegar até ele. Pena não terem classificado o livro como algo sobrenatural também, porque assim já ficaria esperando por algo.. hehe Sim, o Ricardo é um querido mesmo, super atencioso. Desejo muito sucesso a ele e também não vejo a hora de ler mais livros dele. Obrigada pelo carinho. Beijos

      Excluir
  19. Não se o que dizer. Nunca li, mas me pareceu que era policial. Mas se é sobrenatural.. Não sei. Bem, vou procurar ler ele :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, já que você curte sobrenatural talvez goste do livro. Eu também amo sobrenatural, só não achei que aqui a mistura feita ficou boa. Mas daí vai da opinião de cada um. Beijos

      Excluir