Resenha - Filme A Hospedeira

"A Terra é ocupada por um inimigo que não pode ser detectado. O ser humano se torna o hospedeiro desses invasores: sua mente é extraída, enquanto o corpo permanece intacto. A nova consciência que o ocupa passa então a conduzir sua vida, que aparentemente prossegue sem alteração. A maior parte da humanidade sucumbiu a tal processo. Melanie Strider não. Junto aos poucos remanescentes da nossa espécie, ela vive em segredo. Até, um dia, ser capturada. Ela seria apenas mais uma vítima, mas não, luta contra seu invasor, Wanderer, e o alienígena acaba assumindo grande parte das emoções de sua hospedeira, inclusive o amor por Jared, um dos líderes da resistência formada pelos poucos humanos não atacados."
Oi gente, segunda-feira fui ao cinema assistir A Hospedeira com a minha família e fiquei extremamente feliz com o resultado. Meu marido se recusou a ir dizendo que o filme era um Crepúsculo com ETs e meu tio que foi, saiu do cinema dizendo a mesma coisa.. hehe homens..

Em A Hospedeira, a Terra não é mais o planeta que conhecemos. Não existe mais violência, discórdia, guerras, doenças, etc. Todos vivem em paz. Mas isso não é porque os humanos finalmente se conscientizaram e amadureceram, e sim porque eles foram exterminados por uma força invisível, por ETs que dominaram a Terra.

Estes ETs enxergam os humanos como seres selvagens e altamente perigosos. Eles acham que nós não temos direito de continuar vivendo na Terra eis que só sabemos destruir a nós mesmos e o meio ambiente. Então os ETs praticamente tomam o planeta de nós a força e o colonizam. Nossos corpos passam a hospedar tal espécie e nossa "alma" é apagada, permanecendo apenas as nossas memórias.

Acontece que nem todos os humanos sucumbem à invasão. Muitos resistem e lutam contra. Melanie faz parte do grupo de resistência, e juntamente com seu irmão Jamie e Jared, foge a fim de sobreviver. Mas um dia Mel é capturada e Peregrina é implantada em seu corpo. Ao acordar Peg é tomada por sentimentos e memórias de Mel e acaba simpatizando por sua hospedeira. Um grande erro que colocará sua família alienígena em risco.

Para agravar a situação, Mel é um dos poucos humanos que consegue inclusive resistir ao implante extraterrestre. Ela permanece viva e passa a dividir seu corpo com Peregrina. Ambas entram em um embate, pois a missão de Peg é descobrir através das memórias de Mel onde estão os humanos sobreviventes, enquanto o objetivo de Mel é não deixar que Peg descubra e chegue até seus entes amadas.

O que elas não contavam é que Peg fosse se apaixonar por Jared, namorado de Mel e se afeiçoar por Jamie. Peg, uma alma muito pura e boa que já viveu mais de mil anos em diversos planetas e corpos diferentes acaba se solidarizando com o drama de Melanie e decide ajudá-la. Ambas acabam indo parar no refúgio dos sobreviventes. O problema é que todos pensam que Peregrina é uma ameaça e querem matá-la e não imaginam que Melanie ainda está viva dentro dela.

Será que Peg conseguirá provar que é digna de confiança e que está lá para ajudar? Será que Melanie finalmente conseguirá ficar perto de quem ama? Será que os humanos conseguirão vencer a invasão alienígena? Assistam e descubram.

***

Confesso que antes de assistir ao filme estava temerosa, afinal, praticamente nunca gosto de adaptações cinematográficas de livros, mas algo estava ao meu favor, ou melhor, a favor do filme: eu não ter relido o livro antes de assisti-lo.

Faz muitos anos que li A Hospedeira, ou seja, os detalhes da história não estavam frescos em minha mente e por isso pude aproveitar muito mais o filme sem ficar o tempo todo tecendo comparações. E digo, adorei!

É óbvio que deve haver mudanças nos detalhes, sempre há. Depois que eu reler o livro vou me recordar. Mas gostei do filme do jeito que ele foi feito. A fotografia é muito bonita, ele conseguiu resumir de forma satisfatória os acontecimentos no livro e deu para curtir a aventura e o romance contidos na história.

Apesar da Saoirse Ronan não chegar nem perto da Melanie que eu imaginava, a atriz me surpreendeu. Adorei a interpretação dela principalmente nos momentos em que ela teve que contracenar consigo mesma. O tio Jeb também está maravilhoso. Jamie também roubou a cena, muito fofo o garoto. Infelizmente tenho que confessar que não gostei muito do Jared e do Ian. Achei o Ian tão apagado e morno comparado ao personagem do livro que era tão apaixonante. 

Agora o que detestei foi a atriz que escolheram para ser a Peg no final. Poxa vida, não era assim que eu a imaginava e não chega nem perto do descrito no livro (disso eu lembro..kkk). Tá bom, também não curti mais uma coisa, a atriz que escalaram para fazer a Seeker. Poxa, no livro ela não era para ser feia, atarracada, com um corte de cabelo escuro horrível? E a Diane Kruger é linda! Podiam ter mantido esse detalhe né?!

Lembrando que o filme não é uma superprodução no sentido de mudar as nossas vidas. Ele cumpre bem seu papel de entretenimento. É legal, divertido e romântico, mas nada arrebatador. De qualquer forma recomendo e pretendo assisti-lo novamente depois de reler o livro.

Quem já viu, o que achou?

Título original: The Host
Roteiro: Andrew Niccol e Stephenie Meyer
Direção: Andrew Niccol
125 minutos

TRAILER

25 comentários

  1. Estou tão louca para assistir mas aqui na cidade não tem cinema, então tenho que ir até Blumenau, levo uns 40 minutos de carro, não tive como ir desde o lançamento e hoje é o último dia que o filme está em cartaz por aqui e o pior a sessão é a noite, quando estou na aula. Que raiva, queria tanto ver no cinema, é tão melhor.
    Vi fotos da Peg depois de transplantada e meu deus o que é aquilo?? Odiei a cara dela. Estou preocupada quanto a atuação do Jake como Ian, eu me apaixonei tanto por ele e você diz que foi uma coisa morna. É não podemos criar expectativas demais com as adaptações. Já que não vou ver A Hospedeira no cinema agr vou esperar até agosto para ir lá e ver Cidade dos Ossos.
    Bjs, Greice.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai que dó Greice, então você terá que esperar o filme ir para locadora para assisti-lo? Não ia dar conta não.. hehe
      Ai, então, melhor não criar expectativas mesmo. Quando você assistir me fala o que achou da interpretação deles.
      Quando a atriz que se tornou a Peg no final, tive a impressão de ser aquela que fez Desventuras em série, sabe? Mas praticamente deformada, porque ficou horrível demais! Aff.. hehe Não estou com tantas expectativas de ver Cidade dos Ossos porque não li os livros.. hehe
      Beijos

      Excluir
  2. vou ver esse fds :D

    http://compradoraweb.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Oie Mirelle,

    Li o livro e assisti o filme e concordo com você em todos os sentidos, principalmente com relação a atuação apagada do Ian, ele no livro realmente é apaixonante, muito mais lindo também, e se eu me lembro bem ele não é loiro mas possui cabelos negros e olhos muito azuis, eu imaginava ele mais ou menos como o Ian Somahalder. Também não gostei nenhum pingo da atriz que fez a Peg transplantada, imaginei ela totalmente diferente (bem mais bonita por sinal), Já o Jared, com o decorrer da trama até que me acostumei com ele.
    Mas no final das contas pra uma adaptação até que ficou bom, só não gostei desses detalhes do Ian e da Peg que são meus personagens favoritos da estória. Por isso vou apagar a imagem deles que eu vi no filme e manter a da minha imaginação.

    http://soubibliofila.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi querida, concordo com você, acho que para uma adaptação, o filme está aceitável. Já vi tantas adaptações piores que A Hospedeira ainda se salva. Também vou tentar manter na minha cabeça a imagem que tinha dos personagens.. hehe Beijos

      Excluir
  4. Ainda não assisti ao filme, mas sou totalmente apaixonada pelo livro!
    Confesso que não gostei da escolha dos atores. Acho que els são muito novos, principalmente o ator que interpreta o Jared.
    Mass mesmo assim vou tentar assistir ao filme sem criticar muito! Haha

    BjO
    http://the-sook.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eis uma tarefa difícil, assistir ao filme sem criticá-lo muito.. hehe Beijos

      Excluir
  5. Acho que vou ir essa semana. Assim como você faz um tempo já que eu li o livro e não me lembro dos detalhes, então não vou ficar comparando. Odeio quando o livro está fresquinho na memoria e vou lá assistir o filme e é aquela decepção.

    http://blogprefacio.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, descobri que realmente é horrivel ver um filme com a história do livro fresquinha na cabeça. Impossível não se frustrar.. hehe Beijos

      Excluir
  6. Também adorei o filme. Superou minhas expectativas...
    Claro que tiveram algumas alterações, mas nada que influenciasse a história :)

    Beijos,
    http://www.segredosentreamigas.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, no final das contas também achei que nada atrapalhou muito a história. E consegui individualizar as duas obras e apreciá-las nas suas singularidades. Beijos

      Excluir
  7. Confesso que inicialmente não tive interesse algum nesse livro.
    Mas depois de ouvir uma amiga falando sobre e, além disso lendo algumas resenhas em blog fiquei interessada.
    Agora mais ainda!


    Tecido_Doce

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, o livro é ótimo. Amo demais! Muita gente achou cansativo o início, mas eu gostei dele todinho.. hehe Beijos

      Excluir
  8. to doido pra ver, o povo daqui tudo disse que é muito bom e tals, vou ver ... o.O
    http://soldadodeaco.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Vou marcar pra assistir, depois da resenha me interessei muito. Ah e também por gostar da saga Crepusculo, haha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz que tenha se interessado. Espero que goste. Beijos

      Excluir
  10. Eu li o livro, e sinceramente eu não gostei muito do começo dele, levei um ano pra terminar de ler, mas quando resolvi terminar de ler o devorei, pois na minha opinião ele só fica bom da matade pra frente e com um final surpreendente.!! *-*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sabe que a grande maioria das pessoas que leram sentiram o mesmo que você? Ele realmente é um livro mais lento, parado, bem descritivo e não é todo mundo que curte, principalmente o início.. eu amei cada pedacinho dele.. hehe Beijos

      Excluir
  11. Pra começar, A Hospedeira é o meu livro favorito (e eu não sou fã de Crepúsculo ¬¬). Sim, aquele lá que a gente considera o único-especial-melhor de todos. Li e amei, reli e continuei encantada. Tanto que nunca encontrei uma resenha que descrevesse a grandiosidade que vi nesse livro. Pra mim foi uma dessas histórias que a gente faz questão de um dia passar pros nossos filhos e netos e falar: "meus pequenos, leiam esse livro e conheçam mais sobre o amor". Pode parecer exagero, mas A Hospedeira é muito especial pra mim.
    (Também faz muito tempo que li, rs).
    Então eu já fico receosa com esse filme (não, não assisti ainda). Se bem que assisti Hanna, com a mesma atriz, Saoirse Ronan, e gostei muito da interpretação dela (e ela era até mais nova...).
    Quando vi quem era o ator que faria o Ian, quase esmurrei o monitor, então já pra sentir o drama ¬¬
    Mas vamos se eu gosto ou não do filme.
    Bjss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo com você em todos os sentidos. Eu também me apaixonei pela história e também "vi" coisas que os outros não "viram", como a profundidade do dilema apresentado pela trama e até onde o amor pode nos levar. Pois é, se você ama o livro dessa forma, não sei se te recomendaria o filme, sinceramente. Porque é bem provável que você se frustre e faça mil comparações entre as obras.. hehe Beijos

      Excluir
  12. Gostei muito do Blog, estou fazendo uma pesquisa com resenhas para um site, porém só o que encontro por aí são pessoas criticando tudo que é filme querendo dar opinião sobre qual filme devemos assistir, resenha não é pra isso, ela resume o filme de forma mais detalhada, affz.. (eu acho que todos temos gostos e opiniões diferentes sobre filmes), porém neste blog :) pude ver a opinião (que é sim importante) mas a diferença é que a blogueira deixa o leitor optar por assistir ou não a um filme a partir das características que ele lê na resenha... gostei bastante PARABÉNS Mi... :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi JB, fico feliz em saber que você gostou da minha forma de resenhar. Claro que gosto e até preciso dar a minha opinião sobre algo que vejo ou leio, mas sei que gosto não se discute e não posso dizer algo com propriedade, sendo enfática, sabendo que você ou outra pessoa pode deixar de ver ou ler algo que talvez até fossem gostar, por pensarem diferente de mim, por exemplo. É delicado fazer uma resenha e dar sua opinião, porém, ainda assim, tentando ser imparcial.. hehe Beijos e volte sempre.

      Excluir
  13. Caramba, sem querer vi o filme, pois o título não me atraia muito, na TV a cabo da praia, e achei tudo tão cheio de interesse que em meu monitor ultrawide 21:9 revi o filme na tela do meu PC, logo que cheguei de férias. Os detalhes de imagem são muitíssimo interessantes, o visual geral é limpo, o
    foco a respeito da visão Peg X Mel é uma con-fusão que nos deixa a pensar se devemos realmente ficar por aí vivos desse modo - nos matando e ao planeta - ou vegetar em paz, premissa direta deste filme repleto de dilemas. Um 8 seria nota bem dada...

    ResponderExcluir