Curiosidade - Audiobook X Livro Falado

Oi gente, quem aqui conhece os audiobooks? E os livros falados? Pois é, eu não tinha ideia de que existia diferença entre ambos. Estou planejando fazer esse post faz um tempo por sugestão de uma leitora amiga minha.

O tema surgiu num bate-papo sobre livros quando ela comentou que seu marido adorava escutar os audiobooks. Em um primeiro momento achei engraçado, pensei comigo mesma "nossa, que preguiçoso", mas daí resolvi pesquisar o assunto antes de criticar.

Anos atrás me lembro de estar passeando pela Fnac quando me deparei com uma estante cheia de audiobooks. Pensei "quem compra uma coisa dessas?". Imaginei que fosse algo chato e entediante estilo a voz do Cid Moreira narrando a Bíblia, lembram? Mas nem todos os audiobooks são assim, além de terem diversas finalidades interessantes.

Os audiobooks consistem na gravação dos conteúdos de um livro lidos em voz alta. Geralmente são narrados por profissionais e podem conter efeitos sonoros, musicais e vozes dramatizadas para deixar a escuta menos entediante. Os audiobooks na verdade são ideais para aquelas pessoas que querem ler o livro, mas não têm tempo.

Se formos pensar, hoje em dia isso é tão prático. Na vida corrida que levamos que mal temos tempo para nada, precisamos otimizar nosso tempo para conseguirmos conciliar as obrigações com o lazer. Imaginem que bom seria poder aproveitar o tempo do engarrafamento no trânsito, ou das idas e voltas de ônibus para o trabalho e ouvir um livro? Ou então ouvirmos o livro enquanto fazemos faxina, comida, levamos o filho para passear?

É uma pena que o mercado brasileiro não invista nesse segmento e que existam ainda tão poucos títulos de livros gravados em audiobooks. A grande maioria é direcionada aos livros de autoajuda e de livros acadêmicos. De qualquer forma, é algo a se pensar, certo?

E onde entram os livros falados? Pois bem, eles possuem o mesmo intuito dos audiobooks, que consiste em gravar o conteúdo de um livro, mas eles são especificamente direcionados ao público com deficiência visual. Ao contrário dos audiobooks, os livros falados não podem ser interpretados. Não é possível traduzir qualquer tipo de sentimento ao ouvinte, pois ele tenta ser uma versão aproximada do livro impresso.

A interferência da sonoplastia ou da dramatização do narrador pode induzir o ouvinte a uma interpretação que de repente ele poderia não ter se lesse o livro, visto que cada um interpreta e imagina uma obra de um jeito diferente. Isso permite que o "leitor" crie suas próprias impressões acerca da obra não sendo influenciado pelo ledor. Quem quiser saber um pouco mais sobre livros falados clique aqui.

O curioso é que enquanto estava escrevendo esse post, descobri que existe um audiobook em inglês do Walking Disaster, da autora Jamie McGuire. Eu tentei encontrar o link de venda dele no site da autora, que ela disse estar lá, mas não achei. No fim consegui um link com apenas um trecho do audiobook. De qualquer forma posso dizer que amei e valeu super a pena ouvir o trecho.

Mesmo para as pessoas que não entendem inglês recomendo que escutem só um pouquinho, para entender a dinâmica e o funcionamento de um audiobook e claro, se deliciar com a voz linda e sexy do narrador do livro. Ficou bem próxima da voz que eu imaginava como sendo do Travis, e foi tão engraçado ouvi-lo interpretar a Abby, afeminando a voz.. hehe

Quem quiser escutar, clique aqui.

E vocês, o que pensam sobre esse assunto?

Se alguém tiver alguma sugestão de post, fique à vontade para entrar em contato.

Beijos

12 comentários

  1. Ta ai, eu pensava igualzinho a você e morria sem saber que existia diferença entre os dois.. pensava que eram sinônimos, ambos livros para deficientes visuais.. agora ate me interessei pelos audiobooks, pelo menos para estudar devem ser bem praticos rs.

    livrosetudoqueadebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente para estudar devem ser bem legais. Pena que aqui no Brasil não invistam nesse mercado. Beijos

      Excluir
  2. Nouussa isso me deu muitas ideias.Quando eu for rica e montar uam editora,posso pensar neste segmento com carinho(rsrsrs).Falando sério seria uma boa um investimento nesse ramo,até porque a gente sabe que o Brasil é um país de muitos analfabetos ainda :/ ,seria muito bom essa segunda opção para eles verem que leitura é divertida.

    http://diariodeumasonhadora2.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa, amei suas ideias!! Nunca tinha pensado nisso! Realmente ia ser uma ótima forma de incentivar a leitura entre os analfabetos. Impossível eles não gostarem! Beijos

      Excluir
  3. Achei que fosse tudo a mesma coisa, foi bom saber. Algum tempo atrás baixei um audiobook grátis mas não gostei, a mulher tinha uma voz enjoativa, seria melhor o Cid Moreira interpretando, eu gosto da voz dele hehe.
    Adorei o audiobook de Walking Disaster, e é muito legal o Travis afeminando para imitar a Abby kkkkk.
    Adorei esse post Mi, muito bom.
    Beijos, Greice.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É ruim mesmo quando não gostamos da voz.. na verdade não tenho nada contra a voz do Cid Moreira, só não gosto do jeito que ele narrou a Bíblia.. hehe
      É muito divertido o Travis imitando a Abby, né?? hehe
      Beijos

      Excluir
  4. Também não sabia que existia essa diferença. Seria bem prático mesmo, apesar de que ainda tenho dúvidas se daria o mesmo prazer de ler o livro.
    Tomara que um dia eu experimente pra tirar a prova.
    Muito bom o post.
    Bjss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Faça o teste de escutar o trecho que pus o link aí para vocês, só para teres uma ideia de como é a narrativo do audiobook. Eu adorei.. hehe Beijos

      Excluir
  5. Post sanou minhas dúvidas :) obg

    ResponderExcluir
  6. Olá Mirelle, estou terminando de reformar meu estúdio musical e pretendo deixar uma sala somente para gravações de audiolivros. Juntamente com o estúdio vou abrir a LIVRO ACÚSTICO EDITORA, especializada em audiolivros. Assim que estiver tudo funcionando lhe aviso. Qualquer novidade me informe por favor! E-mail: livroacustico@gmail.com Um abração para você. Adorei seu blog.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, esta é uma ótima notícia, obrigada por avisar. Espero que consigam dubladores de qualidade com vozes bonitas de ouvir e boa dicção.. hehe Beijos e sucesso.

      Excluir