Dica de leitura - No Escuro

"Catherine aproveitou a vida de solteira por tempo suficiente para reconhecer um excelente partido quando o encontra: lindo, carismático, espontâneo... Lee parece bom demais para ser verdade. Suas amigas concordam plenamente e, uma por uma, todas se deixam conquistar por ele. Com o tempo, porém, o homem louro de olhos azuis, que parece o sonho de qualquer mulher, revela-se extremamente controlador e faz com que Catherine se sinta isolada. Amedrontada pelo jeito cada vez mais estranho de Lee, Catherine tenta terminar o relacionamento, mas, ao pedir ajuda aos amigos, descobre que ninguém acredita nela. Sentindo-se no escuro, ela planeja meticulosamente como escapar dele. Quatro anos mais tarde, Lee está na prisão e Catherine, agora Cathy, tenta reconstruir a vida em outra cidade. Apesar de seu corpo estar curado, ela tornou-se uma pessoa bastante diferente. Obsessivo-compulsiva, vive com medo e insegura. Seu novo vizinho, Stuart Richardson, a incentiva a enfrentar seus temores. Com sua ajuda, Cathy começar a acreditar que ainda exista a chance de uma vida normal. Até que um telefonema inesperado muda tudo. Ousado e poderoso, convincente ao extremo em seu retrato da obsessão, No escuro é um thriller arrebatador."
Compre aqui: Submarino / Saraiva / Amazon

Olá pessoal, vocês já escutaram falar sobre o livro No Escuro, de Elizabeth Haynes? Outro thriller psicológico que promete fortes emoções. Desde que li a sinopse fiquei louca para lê-lo.

No Escuro aborda como tema principal a violência doméstica, mal que acomete muitas mulheres até hoje, que por medo ou vergonha, não conseguem se livrar de seus agressores. 

O livro apresenta de forma alternada os momentos distintos de um relacionamento amoroso que se transformou em um relacionamento doentio, obsessivo e violento.

O Banco Mundial aproveitou essa oportunidade para lançar a campanha "Homem de verdade não bate em mulher", tendo sido aderida por muitos artistas.


E aí, ficaram com vontade de ler?

Beijos

8 comentários

  1. Oie Mi :)

    Nossa eu conhecia esse livro mais não fazia a minima ideia de que se tratava desse assunto curioso né ? obrigado pela dica , beijos !!

    http://euvivolendo.blogspot.com.br/2013/03/vivo-comprando-1.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é Gabriel, eu também não sabia.. mas comecei a ver esse cartaz sobre violência doméstica e fui procurar melhor sobre o assunto. Fiquei bem interessada em ler. Beijos

      Excluir
  2. Olá Mi.
    Já ouvi falar desse livro e de um outro que é muito bom que trata desse mesmo tema de violência à mulher. Fiquei bem interessada em ler para ver como elas reagem e tudo o mais.
    Nunca li nada parecido mas gostei da dica e quero ler.
    Gostei também da campanha, acho que já vi essas fotos em algum lugar.
    Bjs, Greice.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Greice, também escutei falar de um outro sobre o mesmo assunto, o nome me fugiu agora, mas aparenta ser bom. Imagino que ambos devam ser livros pesados, que mexam bastante com nosso psicológico, mas descobri depois de Garota Exemplar que curto esse tipo de leitura.. hehe Quanto a foto da campanha, você pode ter visto no face da Intrínseca, de repente. Beijos

      Excluir
  3. Mi, também estou muito curiosa para ler esse livro. É engraçado como o assunto violência doméstica está tão presente na sociedade e demorou, de certa forma, bastante para alguém lançar um livro relacionado, né?

    Bem, vamos ver o que Elizabeth Haynes nos reserva! :D

    Um beijão,
    Pronome Interrogativo.
    www.pronomeinterrogativo.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é flor, acho que esses assuntos têm vindo à tona em razão do crescimento de livros de cunho mais social que têm surgido. Muitos abordando o cotidiano, os sentimentos, a obscuridade, as doenças. Tenho gostado nesses novos livros mais realistas. Mexem comigo, me fazem pensar, são palpáveis e possíveis e fazem a gente enxergar o mundo de forma diferente. Beijos

      Excluir
  4. Eu já vi várias resenhas positivas sobre esse livro, muitas mesmo, mas parece ser pertubador demais. Não tenho coragem de ler.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu ainda não li o livro, mas aparenta ser algo bem denso e perturbador mesmo, não sei se por ex. recomendaria para a sua idade.. hehe Beijos

      Excluir