Resenha - Origem

Sinopse: "De onde viemos? Para onde vamos? Robert Langdon, o famoso professor de Simbologia de Harvard, chega ao ultramoderno Museu Guggenheim de Bilbao para assistir a uma apresentação sobre uma grande descoberta que promete "mudar para sempre o papel da ciência". O anfitrião da noite é o futurólogo bilionário Edmond Kirsch, de 40 anos, que se tornou conhecido mundialmente por suas previsões audaciosas e invenções de alta tecnologia. Um dos primeiros alunos de Langdon em Harvard, há 20 anos, agora ele está prestes a revelar uma incrível revolução no conhecimento... algo que vai responder a duas perguntas fundamentais da existência humana. Os convidados ficam hipnotizados pela apresentação, mas Langdon logo percebe que ela será muito mais controversa do que poderia imaginar. De repente, a noite meticulosamente orquestrada se transforma em um caos, e a preciosa descoberta de Kirsch corre o risco de ser perdida para sempre. Diante de uma ameaça iminente, Langdon tenta uma fuga desesperada de Bilbao ao lado de Ambra Vidal, a elegante diretora do museu que trabalhou na montagem do evento. Juntos seguem para Barcelona à procura de uma senha que ajudará a desvendar o segredo de Edmond Kirsch. Em meio a fatos históricos ocultos e extremismo religioso, Robert e Ambra precisam escapar de um inimigo atormentado cujo poder de saber tudo parece emanar do Palácio Real da Espanha. Alguém que não hesitará diante de nada para silenciar o futurólogo. Numa jornada marcada por obras de arte moderna e símbolos enigmáticos, os dois encontram pistas que vão deixá-los cara a cara com a chocante revelação de Kirsch... e com a verdade espantosa que ignoramos durante tanto tempo."
Edmond Kirsch é um jovem gênio da computação que dedicou a sua vida à ciência. Ateu de carteirinha, nunca escondeu seu asco pela Igreja Católica, a quem culpava pelo suicídio da mãe, quando ainda era pequeno.

De mente extremamente curiosa e reflexiva, aos 40 anos Edmond fez a descoberta de sua vida, respondendo às duas perguntas mais feitas pela humanidade: De onde viemos e para onde vamos? Kirsch tinha certeza de que a sua revelação iria abalar os alicerces da modernidade e destruiria de uma vez por todas a religião.

Dramático como só ele, o jovem gênio se dedicou a criar uma apresentação top de linha para transmitir ao mundo e a convidados escolhidos a dedo, o resultado de suas pesquisas, no Museu Guggenheim de Bilbao. Entretanto, Edmond estava se sentindo ameaçado desde que havia compartilhado sua tese com três autoridades religiosas, a quem buscou por orientação e para ter uma ideia de como os fiéis iriam reagir.

Seus temores tinham fundamento. Na noite de sua exposição, faltando poucos segundos para Kirsch compartilhar suas descobertas, Edmond foi assassinado, com um tiro à queima roupa, em frente aos seus convidados e a milhares de telespectadores.

Robert Langdon era um dos presentes, que ficou horrorizado a ver seu querido amigo e ex-aluno silenciado de modo tão violento. Junto dele estava Ambra Vidal, diretora do Museu, quem havia ajudado Edmond a organizar todo aquele evento. Aparentemente ninguém tinha ideia de quem ou por que havia cometido tal atrocidade, mas Ambra tinha suas suspeitas. Após o atirador ter sido identificado, Ambra soube de quem se tratava. Um último nome na lista super restrita que havia sido adicionado de última hora a mando de alguém muito poderoso: o príncipe Julían, que por acaso era seu noivo.

Apavorada com a possibilidade do Palácio Real estar por trás desse assassinato, e de sua vida correr perigo, pediu para que Langdon a protegesse. Agora, ambos tinham uma tarefa de extrema importância a cumprir, descobrir a senha de 47 letras, escolhida por Edmond, para desbloquear o acesso à transmissão de sua pesquisa, e divulgar ao mundo seu legado, por uma questão de honra e para cumprir os desejos de seu falecido amigo.

Mas esta não será uma tarefa fácil, principalmente quando alguém fará de tudo para impedi-los. 

Querem saber o que vai acontecer? Então leiam!

Resenha - Nossas Noites

Sinopse: "Em Holt, no Colorado, Addie Moore faz uma visita inesperada a seu vizinho, Louis Waters. Viúvos e septuagenários, os dois lidam diariamente com noites solitárias em suas grandes casas vazias. Addie propõe a Louis que ele passe a fazer companhia a ela ao cair da tarde para ter alguém com quem conversar antes de dormir. Embora surpreso com a iniciativa, Louis aceita o convite. Os vizinhos, no entanto, estranham a movimentação da rua, e não demoram a surgir boatos maldosos pela cidade. Aos poucos, os dois percebem que manter essa relação peculiar talvez não seja tão simples quanto parecia. Neste aclamado romance, Kent Haruf retrata com ternura e delicadeza o envelhecimento, as segundas chances e a emoção de redescobrir os pequenos prazeres da vida — que pode surpreender e ganhar um novo sentido mesmo quando parece ser tarde demais."
Addie Moore e Louis Waters estão sozinhos há muito tempo, desde que seus filhos foram para a faculdade e seguiram com suas vidas, e seus cônjuges faleceram. Vivendo uma vida solitária, monótona, cada um em sua casa, eles tomam uma atitude quando ela o procura e sugere que o vizinho durma algumas noites em sua cama, apenas para que tenham a companhia um do outro e com quem conversar.

Não demora para que ambos se tornem o assunto mais comentado da pequena cidade Holt, e as fofocas chegam aos ouvidos de seus filhos, mesmo eles estando há quilômetros de distância, e toda a paz que construíram na companhia um do outro começa a sofrer abalos.

As suposições e críticas são muitas, seus próprios filhos não aprovam esse tipo de comportamento, porém Addie e Louis viveram tempo demais preocupados com a opinião dos outros para se deixarem derrotar agora, e vão lutar para continuarem assim, principalmente após Jamie, neto de Addie, ir morar com a avó por uma temporada e ambos repararem que a companhia deles faz muito bem ao garoto na difícil fase que ele está passando.

Querem saber mais? Então corram para ler o livro.

Resenha - Esposa até Segunda

Sinopse: "Carter Billings: com seus cabelos loiros, olhos azuis e beleza hollywoodiana, ele pode ter a mulher que quiser. Mas, quando decide concorrer à vaga de governador do estado da Califórnia, Carter sabe que vai precisar abandonar a vida de solteiro e se tornar um homem de família. E para isso ele precisa de uma esposa. Entra Eliza Havens, que gerencia a agência de casamentos Alliance. Eliza Havens: ela está feliz por sua amiga Sam ter arrumado um marido rico e atraente. Só tem um detalhe que a deixa louca da vida: o melhor amigo dele, o sexy e ousado Carter Billings. Eliza nunca brigou tanto com um homem — e nunca conheceu alguém que mexesse tanto com ela. Juntar pessoas solitárias é a maneira como Eliza ganha a vida, porém um obscuro segredo do passado a faz descartar totalmente a possibilidade de se casar. Pelo menos foi assim até agora... "
No final de Casada até Quarta, Blake e Samantha decidiram que renovariam seus votos de casamento todos os anos, cada vez em um estado diferente. E é cumprindo essa promessa que, dois anos depois, o casal e seus amigos estão aguentando o calor do Texas para mais um casamento, organizado pela irmã de Blake, Gwen.

Como uma das madrinhas, é claro que Eliza está presente e sofrendo por ter que usar um vestido amarelo tenebroso e com todo o calor que acomete o estado. Além disso, a jovem precisa aguentar as provocações de Carter Billings, o sexy e charmoso melhor amigo de Blake. Carter sabe como tirá-la do sério, mas no fundo, Eliza sabe que sente-se atraída pelo homem.

Certa noite, Eliza e Gwen decidem visitar um bar country, para descontrair um pouco do clima matrimonial. Preocupado com a segurança de Gwen, que sempre viveu em meio à alta sociedade britânica, e para ficar de olho em Eliza, Carter decide segui-las e é aí que toda a confusão começa.

Todo um cenário de briga se arma e Carter está envolvido. Estaria tudo bem se ele não estivesse lançando sua candidatura a governador da Califórnia e esse escândalo pudesse acabar com suas chances de ser eleito. Uma das possibilidades de ele cair nas graças do povo de novo é passar a imagem de homem de família. Mas como ele faria isso, sendo solteiro?

Simples! Imitando seu amigo Blake e entrando num casamento por conveniência. Sua escolhida é ninguém menos que Eliza, por quem já sente certa atração e com quem foi visto diversas vezes em público. Por sentir-se culpada por ter criado esse transtorno para Carter, Eliza aceita a proposta do político. Contudo, essa pode não ter sido uma sábia decisão.

Além de precisar resistir ainda mais aos recantos de Carter, Eliza ficará no enfoque da mídia, o que não é nada bom para ela. A moça esconde fantasmas em seu passado que, se descobertos, podem colocar sua vida e de todos aqueles ao seu redor em risco.

Querem saber o que vai acontecer? Então não deixem de ler!

Resenha - Os 27 Crushes de Molly

Sinopse: "Molly já viveu muitas paixões, mas só dentro de sua cabeça. E foi assim que, aos dezessete anos, a menina acumulou vinte e seis crushes. Embora sua irmã gêmea, Cassie, viva dizendo que ela precisa ser mais corajosa, Molly não consegue suportar a possibilidade de levar um fora. Então age com muito cuidado. Como ela diz, garotas gordas sempre têm que ser cautelosas. Tudo muda quando Cassie começa a namorar Mina, e Molly pela primeira vez tem que lidar com uma solidão implacável e sentimentos muito conflitantes. Por sorte, um dos melhores amigos de Mina é um garoto hipster, fofo e lindo, o vigésimo sétimo crush perfeito e talvez até um futuro namorado. Se Molly finalmente se arriscar e se envolver com ele, pode dar seu primeiro beijo e ainda se reaproximar da irmã. Só tem um problema, que atende pelo nome de Reid Wertheim, o garoto com quem Molly trabalha. Ele é meio esquisito. Ele gosta de Tolkien. Ele vai a feiras medievais. Ele usa tênis brancos ridículos. Molly jamais, em hipótese alguma, se apaixonaria por ele. Certo? Em Os 27 crushes de Molly , a perspicácia, a delicadeza e o senso de humor de Becky Albertalli nos conquistam mais uma vez, em uma história sobre amizade, amadurecimento e, claro, aquele friozinho na barriga que só um crush pode provocar."
Aos 17 anos, Molly já teve 26 crushes, mas nunca beijou um garoto. Ela é uma garota tímida, que prefere não se arriscar, totalmente o oposto de sua irmã gêmea, Cassie, que exala confiança por todos os poros. As duas são filhas de Patty e Nadine, um casal homossexual e vivem totalmente bem com isso. Inclusive, Cassie também é lésbica e não deixa nada impedi-la de levar sua vida.

Certa noite, em uma festa, Molly conhece Mina e após trocar meia dúzia de palavras com a garota, sabe que ela e Cassie seriam um casal perfeito. E quando Mina e Cassie começam a se aproximar, percebem que Molly não poderia estar mais certa. A compatibilidade entre as duas é imediata e logo elas não se desgrudam.

Aos poucos, Mina vai tomando mais lugar na vida de Cassie, o que deixa Molly cada vez mais insegura. Sua irmã gêmea é seu porto seguro, elas eram como unha e carne desde o útero, e agora Molly está sendo deixada de lado pela paixão de Cassie. Como proceder?

Resenha - A Arma de um Jedi

Sinopse: "Nesta história, que se passa entre Uma nova esperança (episódio IV) e O Império contra-ataca (episódio V), Luke é atraído pela Força até um planeta misterioso, onde há muito tempo existia um templo Jedi. Lá, ele continuará seu treinamento e terá de enfrentar um duelo perigoso contra um vilão jamais visto antes. Nesta série, você encontrará aventuras inéditas de seus personagens favoritos, além de algumas caras novas. Mas leia com atenção! Há pistas escondidas nas páginas dos livros, que vão lhe dar dicas preciosas sobre o episódio VII, O despertar da Força!"
Luke Skywalker é um herói para a Aliança Rebelde! Após o tiro certeiro que destruiu a Estrela da Morte, colocando um fim na temível estação bélica do Império Galáctico, que tinha o poder de destruir planetas, ele tem sido aclamado por todos os seus colegas, e trouxe novo fôlego e mais aliados para a resistência.

O jovem fazendeiro do desértico planeta Tatooine, no entanto, não está satisfeito com a fama, tudo que ele quer é ajudar a causa rebelde e concluir seu treinamento jedi, o que ele não sabe como fazer, tendo em vista que Obi-Wan Kenobi, seu mestre e último jedi cuja existência ele conhecia, faleceu no resgate à princesa Leia Organa, e não restou ninguém para torná-lo um cavaleiro. Todavia, após mais uma missão pelos rebeldes, Luke sente um chamado da Força quando orbita o planeta Devaron.

Ele não sabe quais os propósitos da Força, que o atrai para o interior de Devaron, um planeta sob o domínio do Império, e muito menos compreende as visões que anda tendo, que lembram alertas de perigo, contudo está dispostos a arriscar a própria vida para descobrir, principalmente após ter conhecimento de que existem ruínas de um antigo Templo Jedi no planeta.

Querem saber o que acontece? Então corram para ler o livro!

Resenha - Tempestade de Cristal

Sinopse: "Amara, a implacável imperatriz de Kraeshia, assumiu o trono de Mítica, e um sentimento de incerteza paira sobre Paelsia, Limeros e Auranos. Então Magnus e Cleo procuram um jeito de retomar o poder. Assim, acabam seguindo Gaius até a casa de Selia, sua mãe exilada. A avó de Magnus é uma bruxa poderosa que pode ajudar a liberar a magia dos cristais da Tétrade e recuperar Mítica. Mas, para concretizar seus planos, a família Damora deverá se juntar ao rebelde Jonas e o grupo formado por Nic, Felix e o misterioso Ashur ressuscitado. Enquanto isso, grávida de um Vigilante e temida por todos, Lucia foge do deus do fogo e viaja em busca de Gaius e Magnus. Mas o tempo está acabando. A tempestade iminente indica que a profecia sombria de que o Vigilante Timotheus falou está se aproximando. O destino da feiticeira está traçado, e inclui ninguém menos que o rebelde Jonas."
ALERTA! Esta resenha pode conter spoilers dos livros anteriores. Leiam por sua conta e risco!

Gaius Damora está vivo! Magnus e Cleo não sabem como, porém o déspota de Mítica sobreviveu à queda do precipício. Não bastasse o ocorrido, o Rei Sanguinário se transformou em um novo homem, completamente diferente do anterior, que pretende corrigir alguns de seus erros do passado, revela segredos há tanto escondidos, mas permanece se opondo ao romance de seu filho com a herdeira do trono auraniano, após ambos finalmente terem assumido seu amor.

Voltando de Kraeshia após a falha missão de assassinar Gaius, Jonas precisa lidar com o clima tenso entre seu novo grupo de rebeldes, que envolve Olívia, Felix, Taran, Nic e o ressuscitado príncipe Ashur Cortas, que promete ajudar a derrubar sua irmã do poder e tornar o mundo um lugar melhor. Além dos conflitos internos entre seus aliados, o rebelde ainda precisa enfrentar a profecia que o rodeia e que se torna realidade diante de seus  próprios olhos.

Assumindo seu reinado em Mítica, e sem o apoio do marido, que partiu na missão de encontrar os filhos, Amara se vê diante de revoltas internas dentre os seus próprios soldados, que não reconhecem uma mulher como herdeira do trono kraeshiano, e ainda precisa apaziguar o clima de desconfiança e revolta em Limeros, Paelsia e Auranos, uma vez que o muitos não apoiam a ideia de se juntarem ao Império Kraeshiano. Contudo, a aparição de um forte aliado promete dar ainda mais poder à herdeira da família Cortas, tornando-a ainda mais perigosa.

Correndo contra o tempo para consertar seus erros do passado, Lucia se encontra no Santuário, rodeada pelos vigilantes, e com a oportunidade de pedir ajuda a Timotheos. Há uma criança em sua barriga que necessita de sua proteção. Há a suspeita de que seu pai e irmãos tenham sido mortos pela imperatriz de Kraeshia, que invadiu seu lar. E, acima de tudo, há a verdade de que Kyan não está morto, e talvez nem ela seja capaz de impedir que o deus do fogo destrua o mundo.

Querem saber mais? Então corram para ler o livro!

Resenha - Até que a Culpa nos Separe

Sinopse: "Amigas de infância, Erika e Clementine não poderiam ser mais diferentes. Erika é obsessivo-compulsiva. Ela e o marido são contadores e não têm filhos. Já a completamente desorganizada Clementine é violoncelista, casada e mãe de duas adoráveis meninas. Certo dia, as duas famílias são inesperadamente convidadas para um churrasco de domingo na casa dos vizinhos de Erika, que são ricos e extravagantes. Durante o que deveria ser uma tarde comum, com bebidas, comidas e uma animada conversa, um acontecimento assustador vai afetar profundamente a vida de todos, forçando-os a examinar de perto suas escolhas — não daquele dia, mas da vida inteira. Em Até que a culpa nos separe, Liane Moriarty mostra como a culpa é capaz de expor as fragilidades que existem mesmo nos relacionamentos estáveis, como as palavras podem ser mais poderosas que as ações e como dificilmente percebemos, antes que seja tarde demais, que nossa vida comum era, na realidade, extraordinária."
E aí pessoal, aqui é o Leo e hoje trago para vocês mais uma resenha dupla, dessa vez com a Dreeh, que estará representando o Blog Mais que Livros. O legal dessas resenhas é que, na parte da crítica, vocês podem encontrar a opinião de nós dois sobre o que achamos do livro. Espero que gostem!

Duas amigas de infância com um relacionamento, no mínimo, peculiar. Clementine é uma pessoa com espírito livre. Seu marido assumiu a criação das filhas do casal, enquanto ela treina com seu violoncelo para conseguir a vaga na orquestra que sempre sonhou. Para quem vê de fora, o relacionamento deles é digno de um conto de fadas. Erika é totalmente o oposto. Controladora ao nível de compulsão, ela decidiu que não teria filhos, não importa o que seu marido pense.

Naquele dia, Erika se preparava para receber sua amiga com a família para um almoço. Porém, em um ato impulsivo, acaba aceitando o convite de seu vizinho Vid, para um churrasco na casa dele. Era para ser uma tarde agradável entre amigos, para beber, conversar e se divertir, mas um grito interrompe a festa. E o que os acontecimentos que se sucedem, farão com que todos repensem as escolhas que fizeram em suas vidas.

Resenha - Fraude Legítima

Sinopse: "Jule West Williams é uma garota capaz de se adaptar a qualquer lugar ou situação. Imogen Sokoloff é uma herdeira milionária fugindo de suas responsabilidades. Além do fato de serem órfãs, as duas garotas têm pouco em comum, mas isso não as impede de desenvolver uma amizade intensa quando se reencontram anos depois de terem se conhecido no colégio. Elas passam os dias em meio a luxo e privilégios, até que uma série de eventos estranhos começa a tomar curso, culminando no trágico suicídio de Imogen e forçando Jule a descobrir como viver sem sua melhor amiga. Mas, talvez, as histórias das duas garotas tenham se unido de maneira inexorável — e seja tarde demais para voltar atrás."
Ao longo da minha vida literária, já tive inúmeras resenhas desafiantes para escrever.  Contudo, não consigo imaginar nenhuma tão complicada quanto esta de Fraude Legítima. Quando solicitei a prova antecipada, inspirado pelo sucesso de Mentirosos, não sabia bem o que esperar. E ao terminar a leitura, ainda não sei bem o que achei da obra.

Nesse livro vamos conhecer Jule West Williams, uma garota na casa dos vinte anos que está tentando seguir sua vida após a morte de sua melhor amiga, Imogen Sokoloff. As duas foram muito amigas na infância e após um tempo afastadas se reencontraram e a amizade seguiu como se nunca houvesse tido esse hiato. Então foi uma novidade para Jule quando Immie se matou.

Jule tem o dom de se adaptar a todas as situações. Capaz de assumir novas identidades, proferir diversos sotaques e ainda ser uma exímia oportunista, a jovem começa o livro em fuga. Não sabemos o que está acontecendo, apenas que ela está se passando por Imogen e por algum motivo estão atrás dela. Mas por quê? E será ela capaz de escapar?

Querem saber o que vai acontecer? Então não deixem de ler!